Bolsonaro lamenta morte de Paulo Gustavo e é criticado na internet: “Meus votos de pesar pelo passamento do ator”

Presidente Jair Bolsonaro/ Foto: reprodução

Presidente Jair Bolsonaro/ Foto: reprodução

Com a popularidade em baixa e se abstendo de manifestar-se pelas mais de 400 mil vítimas brasileiras do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prestou homenagem ao humorista Paulo Gustavo, que faleceu na noite desta terça-feira, 4, em decorrência de complicações da covid-19.

“Meus votos de pesar pelo passamento do ator e diretor Paulo Gustavo, que com seu talento e carisma conquistou o carinho de todo Brasil. Que Deus o receba com alegria e conforte o coração de seus familiares e amigos, bem como de todos aqueles vitimados nessa luta contra a Covid.”, escreveu o presidente.

 

Nas redes sociais, Bolsonaro foi bastante criticado. Internautas alegam que o presidente se aproveitou da baixa popularidade para tentar demonstrar humanidade. Além disso, muitos fãs de Paulo Gustavo responsabilizaram a falta de ações efetivas do governo federal pela morte do humorista. Também foram comentadas as inúmeras declarações homofóbicas já feitas por Bolsonaro.

 

Bolsonaro se solidarizou com a morte do ator e humorista Paulo Gustavo, me desculpe, mas parece piada. A morte precoce do ator foi por culpa desse governo sádico, negacionista e genocida. A morte do ator poderia ser evitada, assim como milhões de vítimas…