Anúncio Advertisement

Botafogo já admite demissão de Zé Ricardo e acumula prejuízos com queda

Definitivamente o início de ano para o torcedor do Botafogo está longe de ser satisfatório. O clube amargou duas eliminações precoces -no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil- está com seu treinador na berlinda, ficará duas semanas sem jogar e ainda convive com uma dificuldade financeira, agravada após perder uma premiação de R$ 1,9 milhão caso conseguisse a classificação para a quarta fase da competição nacional.

Nos corredores, a diretoria já admite que trabalha com a demissão do técnico Zé Ricardo ainda nesta semana. Há, porém, quem prefira que o treinador peça o boné para evitar uma rescisão contratual.

De qualquer forma, o comandante sabe que o seu processo de fritura interno já está a todo vapor, mesmo deixando claro que pretende continuar o trabalho. Ele, no entanto, prefere deixar o futuro nas mãos da diretoria.

No quesito finanças, a verba da Copa do Brasil fará falta, afinal de contas, o clube ainda deve o mês de março (fevereiro foi pago semana passada).

Já no campo e bola, ocorrerá um hiato de jogos, pois o Botafogo só voltará a atuar dia 27, na estreia no Campeonato Brasileiro, contra o São Paulo, no Morumbi (SP). Serão duas semanas somente de treinamentos.