Brad Pitt defende: “A masculinidade é uma prisão”

Depois de algum tempo afastado das telonas, Brad Pitt voltou à cena com o sucesso de Quentin Tarantino – ‘Era uma vez… em Hollywood’. Depois deste filme, o ator apareceu em outra trama – ‘Ad Astra’, onde os valores associados à masculinidade são questionados.

Em entrevista à EFE, Pitt falou sobre o assunto.

“Crescemos com esta ideia de que a masculinidade consiste em ser forte, em não mostrar fragilidades e em que não te faltem ao respeito. Mas essa ideia é uma prisão que te impede de aprender com os teus passos em falso, com as tuas zonas mais frágeis, numa barreira que te impede de se abrir ao que você ama”, defendeu.