Braga anuncia novas linhas de transmissão de energia elétrica como solução para racionamento em vários municípios

Plenário do SenadoO leilão para construção de novas linhas de transmissão de energia elétrica realizado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) na última sexta-feira (9) gerará uma economia de cerca de R$ 115 milhões por ano para a região de Parintins. Segundo dados da Eletrobras Amazonas Energia, apenas com a redução de custos com combustível (no caso, em óleo diesel), o município de Parintins economizará R$ 60 milhões anuais.

Essa conquista para o estado do Amazonas teve início com uma solicitação do líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB/AM), quando governava o estado e que resultou na promessa pública do Presidente Lula, em Parintins, de que a cidade fosse ligada ao Sistema Elétrico Nacional. Com essa interligação, será possível expandir o sistema de transmissão para atender também as cidades desde Maués até Nova Olinda do Norte.

Benefícios ambientais

Além dos ganhos financeiros, haverá também os ganhos ambientas, com eliminação das emissões de CO² e do ruído ambiental, considerando que a usina térmica atualmente em operação está localizada no centro da cidade e poderá ser desativada.

Independência energética

Segundo Eduardo Braga, a Linha de Transmissão com extensão de 240 km que vai atender a cidade de Parintins, aliada à chegada do Linhão de Tucuruí a Manaus, levará a todo o estado um novo patamar de desenvolvimento, uma vez que a mudança da matriz energética permitirá maior segurança na oferta de energia elétrica para os amazonenses e para a instalação de novos empreendimentos industriais.

“Sendo a segunda maior cidade do Amazonas, essa é uma grande notícia para Parintins, que poderá dar adeus às usinas termoelétricas e garantir mais tranquilidade à sua população no que se refere a um fornecimento seguro de energia elétrica. É um grande projeto levado em frente pela agora presidenta Dilma Rousseff”, disse o senador.

Sobre o leilão

A Aneel licitou até o primeiro semestre de 2010 aproximadamente 38,8 mil quilômetros de novas linhas de transmissão e um total de 60,6 mil MVA de potência de transformação, ampliando a Rede Básica do Sistema Interligado Nacional – SIN. Estes empreendimentos atraíram investidores nacionais e internacionais, principalmente de países como Espanha, Itália, Colômbia, Portugal e Argentina.

O leilão do último dia 9 de maio tem investimentos estimados de cerca de R$ 3,5 bilhões, considerando todos os lotes que foram licitados. O investimento no lote de Parintins, onde também estão incluídas as cidades paraenses de Oriximiná e Juruti, será de R$ 850 milhões. A empresa vencedora da licitação, a Abengoa, terá 42 meses para executar a obra.