Brasil de Tite bate a Venezuela, segue 100% e assume a liderança das eliminatórias

brasil-e-venezuela-1

Quatro jogos, quatro vitórias, 12 gols feitos, apenas um sofrido e 100% de aproveitamento. O início da ”Era Tite” na Seleção segue arrasador. O resultado disso? A liderança das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018. Com o triunfo por 2 a 0 sobre a Venezuela na noite desta terça-feira, em Mérida, o Brasil ultrapassou o Uruguai e assumiu a ponta da competição com 21 pontos ganhos. Em um jogo marcado pela chuva constante e até apagão no Estádio Metropolitano, Gabriel Jesus e Willian fizeram os gols brasileiros.

PRIMEIRO TEMPO

Compactação, pressão na saída de bola, triangulação e velocidade. O Brasil começou o jogo em cima da Venezuela, mas abusou das chances perdidas no primeiro tempo. Em certos momentos, a Seleção só tinha Alisson em seu campo de defesa. Dentro de suas limitações, os donos da casa até conseguiram levar perigo em alguns contra-ataques. Mas foi só. O primeiro gol saiu em um erro de passe do goleiro Hernández e lindo toque por cobertura de Gabriel Jesus. E poderiam ter saído outros antes mesmo do intervalo: Paulinho e Philippe Coutinho perderam boas chances.

brasil-e-venezuela-2

SEGUNDO TEMPO

A etapa final parecia um filme repetido. Assim como no primeiro tempo, o Brasil marcou logo aos sete minutos. Jogada trabalhada pela esquerda, cruzamento de Renato Augusto e gol de Willian. Perdendo em casa e precisando do resultado, a Venezuela se lançou ao ataque e assustou a Seleção algumas vezes. Alisson fez grande defesa em cabeçada de Rondón. Mas deu ainda mais espaços para a equipe de Tite contra-atacar. Não fossem mais gols perdidos por Paulinho, seria outra goleada.

brasil-e-venezuela-3

CLASSIFICAÇÃO E PRÓXIMOS JOGOS

A vitória levou o Brasil para a liderança das eliminatórias com 21 pontos. O Uruguai empatou com a Colômbia e caiu para a vice-liderança com 20. A Venezuela tem apenas dois e segue na lanterna. A Seleção volta a campo no início de novembro para enfrentar Argentina, dia 10, no Mineirão, e Peru, dia 15, em Lima

PRECOCE

Sem Neymar, Gabriel Jesus chamou a responsabilidade e deu conta do recado. Com apenas 19 anos, o atacante do Palmeiras tem números de respeito pela seleção principal: quatro gols e uma assistência em quatro jogos. Além do golaço de cobertura (veja no vídeo), o jovem infernizou a defesa da Venezuela em Mérida e criou várias jogadas.

CARINHO

Depois de perder a posição de titular para Philippe Coutinho, Willian ganhou outra chance com a suspensão de Neymar. Deu opções pela direita, um susto ao se chocar com uma placa de publicidade e foi o autor do segundo gol do Brasil. Na comemoração, uma cena bonita: todos os jogadores do elenco foram comemorar com o camisa 19. Um carinho especial com o meia-atacante do Chelsea, que vive um drama em sua vida pessoal com a mãe doente.

brasil-e-venezuela-4

APAGÃO

A partida foi paralisada aos 28 minutos do segundo tempo por causa de um apagão em Mérida. Com a queda de energia nos refletores, foram precisos quase 22 minutos para o reinício do jogo. A situação, aliás, é bem comum na Venezuela em meio aos problemas políticos e econômicos do país. Durante o problema, torcedores pediram a saída do presidente com gritos de ”Fora, Maduro!”

Fonte: GE