Brasil reage após quedas, domina Austrália e volta a vencer na Liga das Nações

Era preciso dar uma resposta rápida. Depois de três quedas em sequência, o Brasil queria a volta por cima. Conseguiu. Na abertura da quinta semana da Liga das Nações, a seleção não teve muitos problemas para vencer a Austrália em Melbourne. Com bela partida de Lucas Lóh, reforço para a etapa, a equipe de Renan Dal Zotto venceu em 3 sets a 0, parciais 25/22, 25/19 e 25/19.

A vitória devolve o Brasil ao quarto lugar. Ultrapassado na abertura da rodada, o Brasil tomou a posição da Polônia e chegou aos 27 pontos. A equipe volta à quadra neste sábado, justamente contra a Polônia, às 7h10. O SporTV2 transmite a partida ao vivo, e o GloboEsporte.com acompanha em Tempo Real.

Lucas Lóh foi a grande novidade da partida. O ponteiro, que se juntou à equipe para o lugar de Lipe, lesionado, deu mais segurança ao passe brasileiro e apareceu bem no ataque, com 12 pontos. Wallace, com 16 pontos, e Lucão foram os outros destaques. Thales, muito bem na defesa, foi outro a brilhar. Carroll, com 14 pontos, foi o grande nome da Austrália.

Brasil vence com autoridade

O erro de saque australiano fez o Brasil largar na frente. A Austrália, com um time sólido e muito forte no bloqueio, buscava se impor. Ainda assim, a seleção de Renan Dal Zotto conseguiu abrir com 7/4, em pancada de Lucas Lóh. Na sequência, Wallace, na diagonal, fez o oitavo ponto brasileiro antes da parada técnica. Uma sequência de erros, porém, fez os donos da casa ficarem a um ponto do empate. A igualdade veio depois, em um ace de Mote.

O jogo seguiu igual, mas, em um erro de Lucão, a Austrália passou à frente pela primeira vez (20/19). Renan, então, optou pela inversão, mandando William e Evandro para quadra. Deu certo. Com um levantamento perfeito de William para Evandro, no outro lado da quadra, o Brasil chegou ao tie-break. No lance seguinte, bloqueio duplo e ponto final: 25/22.

A Austrália até saiu na frente no segundo set, mas um erro de Carroll fez o Brasil abrir 4/2. Um ace de Wallace, conquistador no desafio, fez a vantagem aumentar logo depois. O Brasil tinha o jogo nas mãos. Tanto que, na invasão de Graham, o Brasil abriu 12/7. Com 15/9, depois de mais um belo ponto de Wallace, o técnico australiano tentou arrumar a casa. Foi reagir mais tarde, com Richards no saque. O time da casa conseguiu diminuir a diferença, mas a reação foi curta. Com Lucas Lóh, a seleção fechou o set: 25/19.

O Brasil manteve o bom ritmo no terceiro set. Sem muitos problemas, a equipe abriu vantagem pelas mãos e Wallace e Lucão. A Austrália quis reagir. Diminuiu a diferença para apenas dois pontos (14/12) e passou a dar trabalho. Mas foi por pouco tempo. Com autoridade, o Brasil fechou com Wallace: 25/19.

Fonte: G1