Brasileiros têm até 4 de maio para tirar título e regularizar situação eleitoral

eleições capa

Os eleitores com pendências eleitorais têm até o próximo dia 4 de maio para solicitar alterações no título eleitoral e modificar o domicílio eleitoral. A data também corresponde ao último dia para que os eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida solicitem sua transferência para uma seção eleitoral especial.

O prazo também vale para os jovens com 16 e 17 anos que pretende ir às urnas nas eleições e ainda não têm o título eleitoral.

Para tirar o título pela primeira vez, é necessário comparecer a um cartório eleitoral com documento de identificação com foto, comprovante de residência e, no caso dos homens, comprovante de quitação militar.

Leia mais notícias de Brasil e Política

No caso de transferência de domicílio eleitoral, o brasileiro deve levar ao cartório o título de eleitor, comprovante da última votação ou de justificativa feita em eleições anteriores, documento de identificação e comprovante de residência recente.

Biometria

Neste ano, a Justiça Eleitoral também vai expandir o sistema de reconhecimento biométrico. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o sistema de cadastro das impressões digitais dos eleitores está em processo de desenvolvimento em todo o País.

A biometria começou a integrar o sistema de votações brasileiro nas eleições de 2008, quando mais de 40 mil eleitores dos municípios de Colorado do Oeste (RO), Fátima do Sul (MS) e São João Batista (SC) foram identificados biometricamente. Desde então, o sistema evoluiu e, nas eleições de 2014, 21 milhões de eleitores de todos os Estados e do Distrito Federal, de acordo com informações do TSE.

Hoje, os dados do Tribunal apontam que 24,5 milhões de eleitores brasileiros já estão aptos a serem identificados pelas impressões digitais na hora de escolher seus representantes.

Apesar da significativa adesão, o sistema de votação por meio da impressão digital ainda não é obrigatório na maior parte do Brasil. Para saber se é necessário efetuar o cadastro biométrico para votar em seu município, basta acessar o site do TSE e identificar as regras válidas dentro de cada domicílio eleitoral.