Câmara de Coari instala Comissão Processante para investigar vereadores

 

Após denúncia feita pelo professor Joabe de Lima Rocha contra os vereadores do município de Coari, Samuel Pereira de Castro (PSL), Ewerton Rodrigo Alves de Medeiros (DEM), Ademoque Rebouças da Silva Filho (PSDC) e Aldervan de Souza Cordovil (PTB), o presidente da Câmara municipal de Coari, Keitton Wyllyson Pinheiro Batista, determinou a instalação de uma Comissão Processante que vai investigar a conduta parlamentar dos vereadores.

A comissão foi instalada nessa quinta-feira (28), e tem o objetivo de “apurar denúncia por quebra de decoro para com a função pública”. O pedido foi embasado na apresentação de 2 (dois) CDs,“contendo áudio da conduta criminosa e reprovável”.

Os vereadores que compõem a comissão são: Cristian Pereira Rodrigues (presidente), Carlos Endrick dos Santos Nascimento (relator) e Rodrigo Alves da Costa (membro). A informação consta no Diário Oficial dos Municípios.

Agora, a comissão tem um prazo de 90 (noventa) dias para a conclusão dos trabalhos, conforme determina o presidente do Legislativo municipal de Coari. Caso, não seja submetido a julgamento dentro desse prazo, o processo será arquivado.

Esquema criminoso

Nessa terça-feira (26), o prefeito do município Adail Filho, denunciou na Procuradoria Geral do Ministério Público do Amazonas (MPE-AM), um esquema criminoso que teria a participação dos quatro vereadores (Samuel, Ewerton, Ademoque e Aldervan), um estagiário do Tribunal de Contas (TCE) e até mesmo um promotor de Justiça. No documento, Adail anexou áudios que comprovariam o ato criminoso do grupo, que pretendia tomar a prefeitura da cidade para se beneficiar do dinheiro público.

 

Confira a publicação no Diário Oficial