Câmara de Coari instaura comissão processante com pedido de cassação de Adail

plenário-camara-coariO Radar acaba de receber a notícia, nesta terça-feira à noite (18), que a Câmara Municipal de Coari, reunida em sessão plenária, com a presença de 13 dos 15 vereadores da Casa, decidiu instaurar comissão processante contra o prefeito Adail Pinheiro. A decisão foi tomada após reunião dos vereadores com lideres dos movimentos sociais que participaram do ato público, esta noite em Coari. A manifestação terminou em frente ao Legislativo Municipal e os vereadores decidiram se reunir com os manifestantes. Nas seguidas manifestações que têm ocorrido em Coari, a população tem cobrado um posicionamento por parte dos vereadores sobre as denúncias contra o prefeito Adail Pinheiro. O vereador Adnamar Guimarães (PROS), foi escolhido para presidir a comissão processante. Ele preside a Comissão de Constituição e Justiça da Casa. A reunião plenária da Câmara ainda não terminou. (Mais informações dentro de instantes).

Mais detalhes

Quase 23 horas, nesta terça-feira (18) à noite, é que foi encerrada a reunião plenária da Câmara Municipal de Coari. As informações são de que o pedido de instalação de Comissão Processante, já tinha sido feito há cerca de 15 dias, mas o Legislativo municipal estava em recesso. Um dos autores do pedido de Comissão Processante, requerendo o afastamento do prefeito Adail Pinheiro e sua posterior cassação, é Raione Cabral Queiróz, membro do Conselho de Cidadãos de Coari, cuja residência foi alvo de tiros disparados na noite desta segunda-feira (17), logo após o encerramento de uma reunião do conselho. O outro autor do pedido de cassação de Adail Pinheiro é o pastor evangélico Casimiro Pereira de Brito. O requerimento com pedido de comissão processante contra Adail Pinheiro está respaldado no Decreto Federal 201/1967, parágrafos 9° e 10°, que tratam da ausência do prefeito por tempo superior ao permitido por Lei ( a última vez que Adail esteve em Coari foi no dia 12 de janeiro) e do fato do Chefe do Executivo municipal proceder de modo incompatível com o cargo.

Na sessão plenária estavam presentes 13 vereadores, dos 15 parlamentares da casa. O pedido de Comissão processante foi aprovado com 7 votos a favor e cinco contra – o presidente só vota em caso de empate. Votaram a favor os vereadores Adnamar Guimarães, Mario Jorge, Prof Natinho, Clodair Melo, Raimundo Nonato (Branco) , Passarão e Carlos Batista (Merelo). Votaram contra os vereadores Roberto Queiroz, Cleiciane (ex-cunhada do prefeito), Keiton Pinheiro (sobrinho do prefeito), Gerbson Alves, Iliseu  Monteiro (irmão do vice-prefeito Igson Monteiro). O presidente da comissão é o vereador Adnamar Guimarães (PROS), o relator é o vereador Mario Jorge (PTN) e o membro é o vereador Carlos Batista (Merelo).

Segundo fontes do Radar, estão em Coari o advogado Francisco Balieiro e o filho do prefeito, Adail Filho, que já se anteciparam a instalação da Comissão Processante, entregando à Câmara, antes de qualquer notificação, documento com justificativas de defesa de Adail Pinheiro. (Any Margareth)