Câmara de Eirunepé livra da cassação vereador acusado de estupro

A Câmara Municipal de Eirunepé (distante 1.160 quilômetros de Manaus) livrou da cassação o vereador Walter Alexandre de Menezes, o “Cuiú” (PSDB), nessa terça-feira (13). O parlamentar é acusado de estuprar uma jovem no mês de abril deste ano, em um motel de Manaus. Ele também filmou e compartilhou nas redes sociais as cenas da jovem sem roupa e desacordada.

Apesar do relatório da Comissão Processante pedir a cassação do parlamentar, o vereador “Walter Cuiú” acabou se livrando, já que não se conseguiu os 9 votos necessários para que houvesse a perda do mandato.

Votaram pela cassação do mandado do parlamentar e ex-presidente da Câmara de Eirunepé, os vereadores:

  • Jocivande José Coelho (Sd) “o Jojó Coelho”
  • Fredson Alves Pinheiro-(PMN) o “Fred da Civil”
  • Cleudison Bastos de Oliveira (PV) o “Cabeça”
  • José Aloísio Martins (PSC) o “Toco”
  • Raimundo Augusto Rebouças (Pros) o “Albercar”
  • José da Cruz Cavalcante (PP) o “Zezinho”
  • Francisco Joarez de Aragão (SD) o “Aragão”
  • Raimundo Nonato Cunha de Oliveira (Pros) o “Dandin”

O vereador Antilde José Gomes (MDB) foi o único a votar contra a cassação do mandato de “Walter Cuiú”. O vereador Arlen José Oliveira Tomaz (DEM) o “Caboco”, se absteve na votação.

Faltaram

Os vereadores Amaurilio Silvestre Tomaz (PDT) e Antônio Aquenes Januário (PSD) faltaram à sessão que pretendia cassar o mandato do vereador acusado de estupro.