Câmara Mirim 2019 recebe inscrições até 25 de janeiro

Foto: Reprodução.

Estão abertas até o próximo dia 25 as inscrições para educadores interessados em trazer estudantes para o Câmara Mirim 2019, programa promovido pelo portal Plenarinho, da Câmara dos Deputados. Para participar é necessário enviar uma redação para o email camaramirim@camara.leg.br com o tema “Como posso estimular o diálogo em sala de aula e preparar estudantes para um debate em que prevaleça o respeito?”.

O resultado será divulgado no dia 31 de janeiro. O Câmara Mirim 2019 tem data prevista para os dias 24 e 25 de outubro.

Novidades
As inscrições serão feitas em duas modalidades: Educadores Parceiros, para aqueles que já participaram de outras edições do programa, e Novos Educadores, para os que nunca participaram.

Professores e coordenadores de Câmara Mirins municipais concorrerão nas categorias de Educadores. Serão selecionados 4 Educadores Parceiros e 6 Novos Educadores. Eles terão o direito de trazer até 30 alunos para o evento.

Curso para Novos Educadores
Os autores das dez melhores redações na modalidade Novos Educadores deverão participar, primeiro, do curso a distância “Educação para Democracia e o Parlamento”, oferecido pela Câmara, de 18 de fevereiro a 25 de abril. Os que obtiverem as seis melhores notas garantirão as vagas dos estudantes no Câmara Mirim 2019.

O curso a distância também é parte do processo seletivo para ingresso no Missão Pedagógica no Parlamento, oferecido pela Câmara. O programa é composto por dois módulos – um presencial e um a distância. O módulo presencial será em Brasília, de 10 a 14 de junho.

Câmara Mirim
Promovido desde 2006 pelo Plenarinho, o portal infantojuvenil da Casa, o Câmara Mirim tem como objetivo conscientizar estudantes do 5º ao 9º ano sobre o trabalho parlamentar, ressaltando a importância, no Parlamento, do diálogo e do respeito às ideias contrárias. O programa ainda contribui para o desenvolvimento do espírito crítico das crianças, por meio da observação de problemas do dia-a-dia e da busca por soluções.

Uma das práticas do programa envolve a redação de projetos de lei. Durante os dois dias do Câmara Mirim, os estudantes das redes pública e privada, de diversas cidades do país, fazem o papel de deputados, cabendo a eles debater e votar os três projetos de lei selecionados entre os que foram enviados ao Plenarinho ao longo do ano.

Fonte: Agência Câmara.