Campêlo diz que Ministério da Saúde enviou respiradores de uso veterinário ao Amazonas

Reprodução/Tv Senado

O ex-secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, afirmou em depoimento da CPI da Covid, nesta terça-feira (15), que recebeu, em 2020, 10 respiradores de uso veterinário para auxiliar no combate à Covid.

Segundo o ex-secretário, ainda na gestão de Luiz Henrique Mandetta, o estado requisitou respiradores e recebeu 80 aparelhos, destes, 10 eram de uso veterinário. “Foi feita a devolução”, afirmou Campêlo.

Ele também declarou que foi obrigado a devolver os equipamentos, que estavam com problemas ou eram inadequados.

Visita da “Capitã Cloroquina”

O ex-secretário do Amazonas afirmou também que em 31 de dezembro pediu apoio ao Ministério da Saúde para que a Força Nacional de Saúde fosse enviada para dar apoio ao estado do Amazonas.

“No dia 4 de janeiro recebemos a secretária Mayra Pinheiro. Na primeira reunião, sua assessoria convocou a presença do Conselho de Medicina, Conselho de Enfermagem, sindicatos, autoridades da área médica, especialistas, etc (…) Vimos uma ênfase da doutora Mayra em relação ao tratamento precoce e disponibilização de um novo sistema que poderia ser utilizado e que seria apresentado oportunamente”, afirmou, referindo-se ao TrateCov.

“A viagem da doutora Mayra se deu mais com ênfase na atenção primária, ou seja, as reuniões eram mais para trabalhar com as prefeituras e a de Manaus, naquela época, tinha acabado de assumir com muitas dificuldades – faltavam medicamentos para as Unidades Básicas de Saúde (UBS).