Candidatos a desembargador priorizam a valorização dos advogados

Foto (da esquerda para a direita): Francisco Adonias, Paula Valério, Carlos Alberto, Jorge Pinho, Charles Garcia, Jean Cleuter (com o microfone) e Sílvio Costa.

Uma tarde de compromissos com a categoria dos advogados. Esta é a síntese da primeira reunião do movimento “Amigos da Advocacia’’, que reúne quase 50% dos profissionais do Estado, com os seis candidatos à vaga de desembargador pelo Quinto Constitucional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM), no último sábado (5). Durante o evento, os advogados Jorge Pinho, Paula Valério, Sílvio Costa, Charles Garcia, Francisco Adonias e Carlos Alberto Ramos apresentaram suas propostas aos demais colegas, focando no compromisso com a advocacia.

Ao abrir a reunião, o advogado Jean Cleuter Mendonça, coordenador do movimento, destacou a importância das eleições direitas de um advogado para a magistratura, haja vista que nem todos os Estados brasileiros têm essa metodologia. “A escolha de quem vai ocupar a vaga de desembargador, representando a advocacia, deve ser feita pelos próprios advogados. Nada mais democrático do que isso”, defendeu Jean Cleuter, relembrando que até recentemente essa escolha era feita por um colegiado dentro da própria OAB, sem a participação direta da maioria dos profissionais.

“É claro que a pretensão de um advogado em integrar o TJAM deve ser avalizada por sua categoria, que leva em consideração sua reputação ilibada, notório saber jurídico e os muitos anos de militância forense”, completou.

Oldeney de Sá Valente, também apoiador dos seis candidatos, apontou que este é o momento da categoria dar sua colaboração para melhorar o processo jurídico. “Por isso estamos apoiando advogados identificados com a classe dos advogados. A eleição será dura e exigirá a participação de todos”, apontou Oldeney, cujo discurso foi reforçado por Omara Gusmão, que foi candidata a vice-presidente da OAB nas eleições de 2016.

“Apoiamos profissionais que têm a carreira compromissada com a advocacia e que são sensíveis aos anseios da sociedade, para que tenhamos um Judiciário ainda mais atuante”, demonstrou ela. “E é por isso que apoiamos esses candidatos, porque vemos neles todas essas características”, completou.

Os candidatos Paula Valério, Sílvio Costa, Francisco Adonias, Charles Garcia, Jorge Pinho e Carlos Alberto Ramos também falaram aos participantes da reunião, lembrando seu compromisso coletivo com a advocacia, que busca levar sua experiência para o Judiciário e também defender a ética, as condições necessárias ao trabalho da categoria e atendimento a todos os profissionais do interior, inclusive com utilização de videoconferências, quando possível. “Tudo se resume em valorizar o advogado em seu trabalho”, sintetizou Charles Garcia.