Candidatos à Prefeitura de Manaus lamentam o falecimento do artista amazonense Klinger Araújo

Foto: Prefeitura de Parintins

Os candidatos à Prefeitura de Manaus manifestaram profundo pesar pelo falecimento do artista amazonense Klinger Araújo, ocorrido nesta terça-feira (29). Conhecido como ‘Furacão do Boi, Klinger faleceu vítima de complicações causadas pela Covid-19, e deixa uma família de artistas, a esposa Vanessa Alfaia, o filho Klinger Júnior e a filha Iandiara, de apenas 8 anos.

Confira as notas na íntegra

 

Nota de pesar Amazonas Amazonino Mendes 

“O mundo da arte e do encantamento da música dos bumbás de Parintins perdeu um ser humano especial e um artista importante que entra para a história do nosso Estado. Lamento e me entristeço com sua morte, e me solidarizo com seus familiares, amigos e milhares de fãs. O Amazonas inteiro reconhece a imensa contribuição de Klinger Araújo, o nosso ‘Furacão do Boi’, para a nossa cultura e a alegria de nosso povo”.

 

Nota de pesar Capitão Alberto Neto

Capitão Alberto Neto se une a parentes e amigos que choram a morte de Klinger Araújo.

O céu ganhou mais uma estrela. A frase que viralizou na Internet traduz bem o que representa a morte do cantor, Klinger Araújo.

Internado desde o dia 13 de setembro com 50% dos pulmões comprometidos, não resistiu ao Covid-19 e deixou uma legião de fãs e admiradores nesta terça-feira (29).

Entre eles, o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara e candidato a prefeito de Manaus. “Uma perda irreparável para a cultura do Amazonas. Seu talento era inegável”, disse o candidato.

A maneira contagiante de ser e de cantar fez Klinger Araújo ser conhecido como “Furacão”. Nascido em Parintins, ele contagiava a todos por onde passava.
Desde pequeno, era apaixonado pela cultura do boi-bumbá. Tanto que os brincantes de Caprichoso e Garantido se mostram unidos nesta dor.

As postagens nas mídias sociais não tiveram distinção de cor. Notava-se apenas a dor da perda tão precoce.

Desde início, como radialista na rádio Alvorada de Parintins, em 1986, Klinger acumulou amigos e admiradores. De lá, emprestou a bela voz as rádios Cidade, Amazonas, Difusora, FM do Povo e Novidade. Sempre levando alegria aos ouvintes.

Aos 51 anos, o som do Furacão se foi. A voz se calou, levada por uma doença que oprime o Amazonas, o Brasil e o Mundo.

“Temos que continuar lutando em busca de armas para vencer esse monstro invisível. Cada equipamento e recurso são importantes. E vão ajudar a salvar vidas”, comentou Alberto Neto.

 

Nota de pesar David Almeida 

O presidente do partido Avante no Amazonas, ex-governador David Almeida, lamenta com profundo pesar o falecimento do radialista e grande artista amazonense Klinger Araújo, mais conhecido como o “Furacão do Boi”. Aos 51 anos, nesta terça-feira (29), o “Mestre” partiu por complicações causadas pelo novo coronavirus (Covid-19).

David manifesta condolências aos familiares de Klinger Araújo, um artista da terra que cantou e encantou multidões com a força da sua voz e ganhou respeito com a sua arte, e deste modo, prestou relevantes serviços a cultura do Amazonas como um dos primeiros a levar as toadas de Parintins para o Brasil.

O ex-governador David Almeida expressou, ainda, os mais sinceros sentimentos aos amigos e fãs do “Furacão do Boi”, pedindo a Deus, em sua infinita bondade, que conforte o coração de todos nesse momento de dor.

 

Nota de pesar Ricardo Nicolau 

Manifesto profundo pesar pelo falecimento precoce do mestre Klinger Araújo, o Furacão do Boi. Pioneiro, Klinger foi dono de uma trajetória artística da mais absoluta importância para a cultura amazonense, tendo sido um dos responsáveis por popularizar a toada de Parintins em Manaus e em todo o Brasil, na década de 1990. Klinger parte deixando a saudade de sua alegria contagiante e o exemplo de profissionalismo, amizade, comprometimento e contribuição para a arte do Boi Bumbá. Em meu nome e de toda família Nicolau, nossas sinceras condolências e solidariedade a seus familiares, amigos e legião de fãs neste momento de dor e eterna saudade.

Nota de pesar Marcelo Amil 

Depois de nove meses que perdemos o Pop da Selva, é a vez de dar adeus ao nosso Furação do Boi. É uma notícia que entristece nossos corações. O Klinger Araújo sempre foi uma figura fantástica, um cara alegre e sempre carismático. Ele vivia realmente o Boi Bumbá, não só como profissão, mas como movimento. A arte era uma verdade na vida dele. Que ele descanse em paz, e agora o que fica é a saudade desse grande artista.