Cantora Roci Mendonça, do Boi Garantido, morre de Covid-19

A cantora Roci Mendonça, backing vocal do Boi Garantido, foi mais uma vítima fatal do novo coronavírus. Internada desde o final de dezembro em um hospital particular de Manaus, a jovem cantora não resistiu e morreu neste sábado (9).

Quando testou positivo para Covid-19, Roci, que estava grávida do primeiro filho, precisou ser internada às pressas e passar por uma cirurgia de emergência para a retirada do bebê, que segue na UTI Neonatal.

Mesmo grávida, Roci chegou a participar das lives do Garantido no final de 2020. O presidente do bumbá, Antônio Andrade, divulgou uma nota de pesar lamentando a partida precoce da cantora de uma das mais belas vozes de Parintins.  “Canta rouxinol na porteira. Canta rouxinol na ribeira. Canta a Roci no céu. Aplausos pedimos agora, a quem o Supremo escolheu. Não cabe ao Boi Garantido, selecionar a voz de Deus. Canta Roci. Canta no ‘bem querer’. Canta para sempre: teu boi Garantido nunca vai te esquecer”, dizia um trecho da nota.

A Jornalista Naiandra Amorim, que dividiu o palco da arena do Bumbódromo em 2019 com Roci Mendonça e Márcia Siqueira para interpretar a toada Rosas Vermelhas, postou em suas redes sociais um vídeo deste momento em homenagem à amiga, que dizia estar feliz por realizar o sonho de ser mãe. “O coro celestial ganhou mais uma voz hoje, a sua. Papai do céu te chamou para dar aquele reforço… E aí você vai louvar bastante, como você amava fazer… amiga, te cuida!”, disse Naiandra em um trecho da homenagem.

Na sexta-feira (8), outro integrante do Garantido havia falecido por Covid-19, o compositor Rafael Marupiara. A levantadora de toadas Márcia Siqueira também testou positivo para doença e seguem em isolamento domiciliar. O levantador de toadas do boi vermelho David Assayag segue internado na UTI de um hospital particular de Manaus para tratar da Covid-19.