Anúncio Advertisement

Carga roubada de condicionadores de ar valia R$ 1 milhão

Edinelson Ferreira Tassos, 31, e Luciano da Silva Formiga, foram presos em cumprimento a mandados de prisão preventiva por roubo ocorrido no último dia 3 de novembro, a uma empresa de transportes, situada na Avenida Torquato Tapajós, bairro Tarumã, zona Oeste da capital. A carga de condicionadores de ar roubada está avaliada em R$ 1 milhão.

O titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), delegado Adriano Felix, informou que a dupla foi presa na noite de quinta-feira, dia 9, por volta das 19h. No dia do crime, os infratores roubaram 560 peças de condicionadores de ar, de 60, 30, 24 e 12 mil British Thermal Unit (BTUs), expressão em inglês que significa Unidade Térmica Britânica. No decorrer da ação foram recuperados 193 peças do material roubado. Metade dos objetos foram encontrados na casa de Edinelson e a outra metade Luciano guardou na residência de um homem identificado como Cássio Diego dos Reis, situada no Conjunto Boas Novas, bairro São Lázaro, zona Sul da cidade.

O delegado contou que no dia do delito, o vigilante da empresa e mais quatro pessoas que estavam local, foram amarradas, agredidas e ameaçadas de morte por indivíduos, todos já identificados pela polícia, mas os nomes ainda não podem ser divulgados para não comprometer as investigações em torno do caso. No delito, Luciano e Edinelson, juntamente com os comparsas, retiraram os produtos que estavam em duas carretas da empresa e colocaram em caminhões menores. A ação criminosa iniciou por volta das 19h30 e terminou por volta das 5h do último domingo, dia 5.

“O crime foi articulado por Luciano e Edinelson. Uma semana antes, eles contrataram um homem identificado como Francisco Ivan Paiva, que trabalhava em um terreno, localizado no bairro Da Paz, zona Centro-Oeste, para guardar o material roubado. A dupla também contratou um motorista identificado como Pedro de Oliveira Rocha Neto, que é proprietário do caminhão usado para transportar as peças de condicionadores de ar roubadas até o terreno de Francisco. Francisco e Pedro iriam receber parte dos objetos subtraídos como pagamento pelos serviços”, esclareceu o delegado.

Segundo Felix, ao longo da investigação foi constatado que Luciano e Edinelson receberam R$ 2 mil para pagar as despesas da ação criminosa. O dinheiro foi cedido por um homem identificado como Manoel Pereira de Souza. Ele teria prometido aos infratores que iria comprar os produtos roubados por R$ 100 mil.

“Após constatarmos essas informações representei à Justiça mandado de prisão preventiva em nome de Luciano e Edinilson. O documento foi expedido no dia 9 deste mês, pela juíza Eulinete Melo Silva Tribuzy, na 11ª Vara Criminal. Os infratores já haviam sido presos pela equipe da Derfd em 2015 por furto de uma carga de cigarros. Ambos têm passagem pela polícia por roubo”, disse o titular da Derfd.

Felix falou, ainda, que em meio ao material recuperado, 193 peças foram apreendidas pela Derfd e pela SEAI em Manaus, e 205 foram recuperadas em Santarém na noite de quinta-feira, dia 9, pela equipe da NAI. O caminhão com os produtos foi embarcado em uma balsa com destino aquele município na última segunda-feira, dia 6.

“Entramos em contato com a delegacia de Santarém e os investigadores conseguiram apreender a carga com 205 peças que estava chegando naquela cidade. O proprietário da empresa, juntamente com investigadores da Derfd estão no município arquitetando para trazer o material recuperado o mais rápido possível para que não haja um prejuízo maior ao dono da transportadora e aos empresários que irão receber a carga”, argumentou Adriano.

Cássio e Manoel foram ouvidos na especializada. Cássio foi indiciado por receptação e Manoel por roubo majorado. Ambos foram liberados após as oitivas. Pedro e Francisco estão sendo procurados pelas equipes da Derfd.

Luciano e Edinelson, que foram presos em cumprimento de mandados de prisão preventivas, foram indiciados por roubo majorado. Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada os infratores serão encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

Fotos: Erlon Rodrigues / Assessoria de Imprensa