Caseiro matou patrão por dívidas no AM, afirma polícia

Caso aconteceu no quilômetro 23 da BR-174 em abril deste ano

No último domingo (26), Ednaldo Oliveira de Freita, 45. Ele é considerado o principal suspeito no homicídio de Antônio Francisco Lopes, que tinha 53 anos. A vítima era patrão de Ednaldo e foi morta em 21 de abril deste ano, na BR-174, Km 23.

Nesta terça-feira, o delegado Ricardo Cunha, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestro (DEHS), revelou que Ednaldo se desentendeu com Antonio e acabou matando o então patrão. “Em depoimento, Ednaldo contou que esperou um momento oportuno para cometer o crime. Na hora em que a vítima estava pescando, o infrator iniciou uma discussão com ele e efetuou disparos de espingarda na região da nuca de Antônio”, explicou o delegado.

Para a polícia, a vítima estava com uma dívida junto a Ednaldo, que optou pelo asasssinato. “A dívida seria referente há oito meses de salários mínimos e, por não aguentar mais ficar sem receber, Ednaldo cometeu o homicídio. Após a ação criminosa, jogou o corpo da vítima no lago. Posteriormente, o corpo foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros”, comentou o titular.

De acordo com o delegado, Ednaldo estava desaparecido desde o homicídio, mas resolveu se entregar no último domingo, confessando o crime. Ele agora irá responder por homicídio e ocultação de cadáver.