Caso Silvanilde: suspeito de matar a servidora do TRT-11 é preso em Manaus

O suspeito do crime vai prestar depoimento na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS)

Um vigilante identificado Caio Claudino de Souza, 25, foi preso na tarde desta segunda-feira (31). Ele é apontado como suspeito de matar a servidora do Tribunal Regional do Trabalho da 11.ª Região (TRT-11), Silvanilde Ferreira Veiga, que tinha 58 anos, em condomínio de luxo no bairro Ponta Negra, zona Oeste de Manaus.

Caio foi conduzido à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), e vai prestar depoimento para dar mais esclarecimentos sobre o caso.

De acordo com fontes ligadas ao Radar Amazônico, o vigilante e suspeito do crime estava sob efeito de entorpecente e pediu dinheiro de Silvanilde Ferreira para comprar drogas momentos antes do assassinato.

A DEHS deve realizar uma entrevista coletiva ainda hoje para dar mais informações a respeito do caso.

Relembre o caso

A servidora do TRT-11, Silvanilde Ferreira Veiga, foi encontrada morta pela própria filha, Stephanie Veiga. Na ocasião, a servidora do TRT-11 estava deitada em uma poça de sangue no chão do condomínio onde morava. A polícia apreendeu duas facas no local, similar a um punhal e uma de serra.

Segundo a equipe de investigação da DEHS, o responsável de assassinar a servidora provavelmente usou luvas para esconder seus rastros.