Casos de infecção no mundo superam os 143 milhões

Lusa

A pandemia do novo coronavírus superou os 143 milhões de casos de infecção a nível mundial, com o registro de mais de 879 mil novos contágios nas últimas 24 horas, indicou hoje o balanço da France-Press (AFP)

No total, e desde que o novo coronavírus (SARS-CoV-2) foi identificado na China em dezembro de 2019, mais de 143.807.560 casos de infecção foram oficialmente diagnosticados em todo o mundo.

Desde o início da crise sanitária, a doença covid-19 já provocou pelo menos 3.060.859 vítimas mortais no mundo, de acordo com o mesmo balanço da agência noticiosa francesa.

Nas últimas 24 horas, registraram-se mais 14.428 óbitos e 879.856 novos casos da doença covid-19 em todo o mundo.

Estes números apontam um crescimento em relação aos indicadores diários mundiais divulgados na quarta-feira pela AFP (relativos a terça-feira), que davam conta de 14.019 mortes e 787.411 novos casos de infecção.

A agência de notícias francesa esclarece que estes números estão fundamentados nos balanços fornecidos diariamente pelas autoridades sanitárias de cada país e excluem as revisões realizadas posteriormente por organismos de estatística, como ocorre na Rússia, Espanha e no Reino Unido.

A grande maioria dos pacientes recupera da doença provocada pelo SARS-CoV-2, mas uma parte destas pessoas (grupo que ainda necessita de uma investigação mais aprofundada) ainda relatam sentir alguns sintomas associados durante semanas ou mesmo até meses, segundo a AFP.

Os países que registraram mais mortes nas últimas 24 horas foram, e de acordo com os respetivos balanços nacionais, o Brasil com 3.472 óbitos, a Índia (2.104) e os Estados Unidos da América (945).

Os Estados Unidos continuam a ser o país mais afetado a nível global, tanto em número de mortos como de casos, com um total de 569.404 mortes entre 31.862.401 casos recenseados, segundo a contagem da universidade norte-americana Johns Hopkins.