Católicos celebram Dia da Padroeira no Santuário de Aparecida

santuário

O Santuário Nacional de Aparecida, maior templo católico do Brasil, deve receber cerca de 160 mil devotos para celebrar neste domingo (12) o Dia Padroeira. O ponto central das homenagens será a missa solene às 9h, que deve contar com a participação do cantor Agnaldo Rayol.

A missa, que deve durar cerca de 1h30, e normalmente é presidida pelo arcebispo de Aparecida, o cardeal Dom Raymundo de Assis, será celebrada neste ano pelo representante do Vaticano no Brasil, dom Giovanni D’Aniello. Dom Raymundo está em Roma na Itália, participando do Sínodo.

A novidade neste ano na festa da Padroeira será o show com artistas católicos na Tribuna Bento 16. Os fiéis vão ouvir, após o fim da missa solene, cantores católicos como o padre Alessandro Campos, Allyson Castro, Alessandra Salles e Adriana Arydes.

A apresentação será no mesmo local em que o Papa Francisco deu a benção aos católicos em sua visita à basílica em julho de 2013.

À tarde, às 13h, 16h e 19h, estão programadas missas e às 17h uma procissão que tem como ponto de partida a Basílica Velha e termina no Santuário Nacional. O trajeto tem cerca de 3 quilômetros.

A festa dedicada à Nossa Senhora Aparecida em 2014 já faz parte da comemoração dos 300 anos do encontro da imagem da Santa no Rio Paraíba do Sul. Embora os três séculos sejam completados apenas em 2017, serão 3 anos de celebrações a contar de 2014, segundo o Santuário.

Portões

Os portões do Santuário Nacional vão permanecer abertos 24h neste domingo. O local tem vaga para 5 mil veículos, sendo 2 mil ônibus e veículos de grande porte e 3 mil automóveis e motos.

A diária para motocicletas custa R$ 5, para carros e caminhões R$ 13, van R$ 18, microônibus R$ 25 e ônibus R$ 40.

Segurança

Cerca de 300 policiais irão reforçar a segurança em Aparecida. Neste ano, o policiamento contará com o apoio do Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar, que atua no mesmo modelo das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) de São Paulo.

O grupo foi implantando em setembro para atuar em todo Vale do Paraíba com foco em casos de maior complexidade e utilizando armamento diferenciado, como fuzis, submetralhadora, carabinas e espingardas.

Também serão empregados homens do Grupamento Aéreo, que prestarão apoio com helicóptero), Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental e Polícia Rodoviária Estadual.

Além do templo, outros pontos turísticos da cidade, como o Morro do Cruzeiro, o Porto Itaguaçu e atrações como o bondinho da fé, também contarão com o reforço da polícia.

Fonte: G1