Cemitério recebe cabine de sanitização para desinfectar funcionários

Foto: Nathalie Brasil / Semcom

Uma cabine de sanitização foi instalada no cemitério Nossa Senhora Aparecida, localizado no bairro do Tarumã, zona Oeste de Manaus. A medida da Prefeitura de Manaus é para dar mais segurança para os profissionais que, estão à frente dos trabalhos de sepultamentos durante este período de pandemia do novo coronavírus.

“A determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto é para oferecermos o máximo de dignidade às famílias e aos trabalhadores. Agora, além dos EPIs, os coveiros ganham a proteção extra da cabine de sanitização”, destacou o secretário municipal de Limpeza Urbana, Paulo Farias.

Fruto de uma parceria firmada entre empresas prestadoras de serviços que atuam dentro dos cemitérios, a cabine de sanitização aplica uma mistura química que age na pele e no fardamento dos funcionários, servindo como mais uma camada de proteção aos trabalhadores.

“Na cabine, é disponibilizado um produto químico que age na pele por 5 horas. Os funcionários, assim que chegam, passam por essa cabine e vão trabalhar sob a ação do produto. No caso das fardas, o produto químico agirá por 36 horas. Essa cabine estará em todas as bases onde há funcionários e nos cemitérios”, explicou Emerson Oliveira, representante da empresa Mamute.

De acordo com Ulisses Queiroz, proprietário de outra empresa prestadora de serviços dentro do cemitério, a Catur, a cabine de sanitização foi criada para ajudar a proteger os trabalhadores que estão atuando nas operações de frente no sistema de sepultamentos.

“Essa cabine foi criada exclusivamente para o combate à Covid-19. Utilizamos nela uma estrutura com automação, sensores e produto à base de quaternário de amônia, eficaz na proteção contra vírus e bactérias e com bom rendimento diário. É uma forma de ajudar na prevenção dos funcionários. Foi instalado primeiro no maior cemitério da cidade e será implantado também nos demais”, assegurou.

Para os funcionários, a implantação da cabine dá mais tranquilidade para realizar o trabalho no dia a dia dentro do cemitério. “Atitude boa para nós. Já nos deram equipamentos de proteção individual e materiais para mantermos nossa higiene, como água e álcool em gel à disposição, para uso frequente. Esse equipamento vai ajudar, ainda mais, a chegarmos em nossas casas mais tranquilos”, elogiou Janderly Gonçalves, que trabalha no cemitério Nossa Senhora Aparecida.

Com informações da Semcom