Cerimonialista morre de Covid-19 após 53 dias da morte de seu esposo pela mesma doença

Foto: Reprodução/ Facebook

A cerimonialista Vladya Rachel Lira Benzecry Braga, 48, morreu, na madrugada deste domingo (25), após 53 dias da morte de seu esposo, o radialista Stanley Braga, 48, ambos por complicações decorrentes da Covid-19. Vladya estava internada há mais de um mês, em um hospital particular de Manaus.

Após o quadro de saúde de Vladya se agravar, e ela ter sido transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no dia 13 de setembro, amigos e familiares iniciaram uma corrente de orações pela saúde da cerimonialista, que também era pastora da Assembleia de Deus juntamente com seu esposo.

No último dia 15 de outubro, amigos e familiares também prestaram homenagem à pastora, que completou naquele dia seu último aniversário. O casal que não resistiu às complicações causadas pela Covid-19, deixa quatro filhos: Rubens, Stanley, Thiago e Valentina.

Em nota de pesar, a família de Vladya declarou que ela “era uma mulher muito amada e que irá deixar saudades em todos os meios que se relacionava”.

De acordo com informações, o casal se conhecia desde a adolescência, e após a morte do marido, Vladya teria piorado o quadro de saúde. “Agora uma grande estrela brilhará no céu todos os dias, iluminando nossas vidas, guiando cada um de nós, ao lado de seu eterno amor”, disse a família em nota.

“Famílias marcadas pela dor. Levará um tempo para se refazerem em meio as perdas. Em oração pelos filhos deste lindo casal que protagonizaram uma linda história de amor”, lamentou uma amiga do casal em uma rede social.

A família realizará um culto às 13h, que será transmitido ao vivo pelas redes sociais do Templo Central da Ieadam. O cortejo e o velório será a partir das 15h, saindo da Funerária Canaã, na rua Major Gabriel, no Centro de Manaus