Certidão comprova que David não é investigado pelo TCE-AM

Foto: Assessoria

Notícias falsas, publicadas em blogs e portais de Manaus, tentam confundir o eleitor ao dizer que o candidato está sendo investigado pelo Tribunal de Contas

O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) expediu, nesta terça-feira (10), uma certidão negativa, por meio da qual aponta que não consta na Corte nenhuma conta com indícios de irregularidade em nome do candidato a prefeito de Manaus David Almeida (Avante). O documento oficial contradiz uma onda de ataques de fake news (notícias falsas) que começaram a ser publicadas contra o candidato, próximo ao dia da votação.

De acordo com as últimas pesquisas eleitorais, David é o candidato a prefeito com a maior chance de disputar o segundo turno das eleições para a Prefeitura de Manaus contra Amazonino Mendes (Podemos). Segundo o candidato da coligação Avante Manaus, há interesses escusos na onda de ataques que vem sofrendo desde a semana passada, uma vez que os números apontam que ele é o único que pode vencer Amazonino no segundo turno.

“O jogo sujo, em pleno processo democrático, feito por blogs, portais e revistas eletrônicas, que têm nome e sobrenome, nos parece tudo muito sistemático. Algo bem programado, talvez até patrocinado, com o objetivo único de prejudicar a nossa imagem. Contra tudo isso, nós temos a instituições como a Justiça Eleitoral e o Tribunal de Contas, que, nos seus documentos oficiais, comprovam que nada consta contra a nossa figura pública”, disse David Almeida.

Além de não ter pendências no TCE-AM, David também não tem pendências junto à Justiça Eleitoral (TRE-AM) e no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). As informações foram confirmadas nos sistemas dos órgãos do Judiciário do Estado.

Entre as ações em que a Justiça confirmou a conduta de David, após julgar improcedente, a 2ª Vara da Fazenda Pública do Estado do Amazonas arquivou ação popular com pedido de Tutela de Urgência contra o ex-governador, feita pelo então deputado estadual Bosco Saraiva.

*texto de total responsabilidade da assessoria do candidato