Chapa “Renovação e Experiência” de Braga, Rebeca e Praciano, apresenta Programa de Governo

Foto PG

Candidato ao Governo do Amazonas, o senador Eduardo Braga apresentou aos profissionais de imprensa, na manhã desta sexta-feira (11/07), no hotel Caesar Business, o Programa de Governo da chapa “Renovação e Experiência”. O evento contou com a presença da candidata a vice-governadora Rebecca Garcia e do candidato a senador Francisco Praciano, que compõem a chapa majoritária da coligação.

Construído de forma colaborativa, o Programa de Governo de Eduardo Braga foi elaborado com a participação de especialistas e também do cidadão comum. “Essa obra foi construída de mãos dadas com o povo amazonense. Ao longo dos últimos sete meses, realizamos a sistematização de ideias e o levantamento de dados estatísticos sobre o Amazonas, com a ajuda de muitos companheiros e companheiras”, afirmou Braga.

O senador também fez questão de ressaltar que a participação popular na elaboração do Programa de Governo ainda não terminou. “Temos consciência de que este é um programa em construção. Não pretendemos hoje estar entregando uma obra acabada. Vai continuar em construção ao longo da campanha e mesmo pós-campanha”, disse.

Descrevendo o conteúdo do Programa de Governo à imprensa, Braga afirmou que sua experiência política também está presente na obra. “Relato um pouco daquilo que eu vi e vivi ao longo dos anos em que estive no governo.  Faz também uma descrição do cenário socioeconômico em que nós estamos vivendo”, disse.

A candidata a vice-governadora Rebecca Garcia afirmou que o Programa de Governo apresenta propostas possíveis para o desenvolvimento e crescimento do Amazonas. “Uma das maiores dificuldades de um gestor é enxergar o que é prioridade diante de tantas de tantas demandas. Queremos apresentar para a sociedade o ponto de equilíbrio entre o ideal e o possível”, afirmou.

Rebecca apresentou as propostas específicas para as mulheres contidas no programa. “Tem um capítulo destinado única e exclusivamente para a mulher. A situação da mulher ainda é diferenciada. Queremos mostrar como são importantes as mulheres na construção desse programa para tornar esse Estado melhor”.

Afirmando estar na luta para eleger o superintendente de uma empresa chamada Estado do Amazonas, o candidato ao senado Francisco Praciano comparou a administração pública com a administração privada. “Nunca fui muito palaciano, sempre estive fora dos muros. E, lá fora, sempre fiz críticas a modelos gerenciais. Fico feliz quando se fala em modelos de gerência no programa. É possível sim aproveitar muito da inciativa privada na iniciativa pública. Na iniciativa privada, se busca o lucro sobre o capital. E, aqui, se busca o lucro social”, disse.

PARTICIPAÇÃO

“Posso dizer que temos um programa feito não por duas ou quatro, mas por milhares de mãos. Mãos de gente trabalhadora e honesta, que espera por dias melhores e uma vida mais digna”, afirma Braga no texto de apresentação do Programa de Governo. Para garantir a visão de especialistas em cada área, ele convidou professores universitários, pesquisadores, cientistas e personalidades de proeminente destaque em cada área para se debruçar sobre propostas de um futuro melhor para o Amazonas.

A participação do povo amazonense, considerada fundamental para a elaboração de um Programa de Governo cidadão, se deu por meio de viagens a todas as calhas do Estado, levando o projeto “O PMDB ouve você” a quase todos os municípios do Amazonas, para colher as verdadeiras necessidades e demandas dos amazonenses de todas as partes. “Tive o privilégio de visitar cada canto do nosso Estado para conversar e, principalmente, ouvir as pessoas. Sempre com muito respeito e humildade. Não medi esforços: andei de carro, de moto, de barco e de avião e continuo caminhando pelas regiões”.

Ainda assim, a participação popular não se encerrou. O projeto colaborativo de construção de um plano de governo continua. O documento apresentado à imprensa não está fechado. As propostas e diretrizes ainda podem ser encaminhadas por meio do sitewww.eduardobraga15.com.br. É desta forma que Eduardo Braga pretende oferecer ao Amazonas a proposta de um novo futuro. “Um futuro de avanços com mais agilidade e menos burocracia. Com mais eficiência e menos desperdício. Com mais trabalho de verdade e menos propaganda”.