Chico Preto se coloca como alternativa para construir um novo Amazonas

chico 467O candidato do PMN ao governo do Amazonas nas eleições deste ano, o deputado estadual Marco Antônio Chico Preto, afirmou na segunda-feira, 18, durante entrevista à TV A Critica, que a criação e a implantação do “PAC da Família”, vai ser uma das prioridades da sua administração, que vai trabalhar para orientar e ajudar as famílias na prevenção e combate ao uso drogas e na capacitação dos jovens.

Chico Preto também reafirmou a independência da sua candidatura e se colocou como uma alternativa à população, que, segundo ele, está cansada da mesmice registrada na política local e quer propostas e projetos sérios, defendidos e sustentados por um político ficha limpa como ele.

“O Amazonas que merece mais e que nós queremos para os nossos filhos e netos só vai acontecer se nós nos unirmos e quisermos”, afirmou, destacando que a sua independência nunca lhe permitiu concordar com ações e condutas consideradas erradas, equivocadas.

“Eu sempre defendi o que acreditava como, por exemplo, a implantação do Prosamim e do Ronda no Bairro”, completou.

Chico Preto deixou claro que não desistiu do seu estado e lembrou que os amazonenses não toleram mais governantes que tiveram as suas oportunidades, mas foram estampados nos jornais, apontados por envolvimentos com escândalos sobre obras superfaturadas e pagamentos antecipados de precatórios tremendamente inflados.

Além de falar sobre o seu plano de governo para as áreas da educação, com destaque para a criação de cursos profissionalizantes, criação da Universidade do Software, combate às drogas e implantação do PAC da família, Chico Preto pontuou ações para o transporte coletivo, mobilidade urbana e segurança pública.

“O Amazonas precisa de um olhar diferenciado, de mais infraestrutura básica, de projetos sérios, de uma gestão séria e de pessoas comprometidas com a promoção e interiorização do desenvolvimento, que passa pelo fortalecimento do setor primário, de portos, aeroportos, estradas e vicinais para o escoamento da sua produção, tanto no interior quanto na capital”, completou, dizendo acreditar que estará no segundo turno, porque tem bons projetos e o seu compromisso é com a população do Amazonas.