Choy diz não ter nenhuma relação entre sua assessoria jurídica ao prefeito e a da OAB a órgão da prefeitura

Em Direito de Resposta enviado ao Radar, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Amazonas, afirma que a assessoria jurídica que será dada pela OAB-AM para o Centro de Referência dos Direitos das Mulheres (CRDM) gerido pela primeira-dama do município e secretária da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos, Goreth Garcia, nada tem a ver com sua contratação pelo prefeito de Manaus, Artur Neto, para sua campanha à reeleição.

A OAB é maior que seus dirigentes e se firma como a casa das boas causas da sociedade amazonense”, afirma Choy. (Any Margareth)

Ler Direito de Resposta na integra:

“Inicialmente, quero registrar que a OAB/AM não prestará assistência jurídica ao Sr Prefeito Artur Neto, nem prestará assistência à Prefeitura  de Manaus, mas prestará assistência às mulheres vítimas de violência, uma vez por semana, como forma do compromisso social assumido com a sociedade amazonense. Registro também que o mesmo serviço já é prestado perante a 2a Vara Maria da Penha, nós mesmos moldes.

Registre-se ainda que a Ordem dos Advogados não se sujeita e não se sujeitará aos Poderes, firmará parcerias quando necessário e promoverá as medidas cabíveis quanto também entender necessário. Exemplificativamente, a OAB já promoveu ações em defesa da sociedade contra o aumento de energia, aumento do IPTU, aumento da Tarifa de Ônibus e contra o “reordenamento” da Saúde do Estado.

Por fim, relembro que a OAB é maior que seus dirigentes e se firma como a casa das boas causas da sociedade amazonense.

Obrigado pelo espaço

Marco Aurélio Choy
presidente da OAB/AM