Chuvas no Sistema Cantareira ficam 84% abaixo do esperado para abril; déficit preocupa especialistas

Foto: LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDO

A quantidade de chuvas que caiu sobre o Sistema Cantareira neste mês de abril ficou cerca de 84% abaixo do esperado para o período. Até a manhã da sexta-feira (29), o maior sistema de represas do estado de São Paulo havia registrado apenas 13,3 mm de precipitação e operava com 44,1% do volume ocupado por água.

A Sabesp nega risco de desabastecimento na região e informa que “neste momento, o Sistema Integrado opera com 58,6% da capacidade, nível similar, por exemplo, aos 59,2% de 2021, quando o volume de chuvas também não foi tão alto, porém não houve problemas no abastecimento da Região Metropolitana” (leia a íntegra da nota abaixo).

O déficit (desvio negativo) de chuvas também ocorreu nos sistemas Guarapiranga e Alto Tietê, que, junto com o Cantareira, são os três principais responsáveis pelo abastecimento de água na região metropolitana de São Paulo.

No Guarapiranga, choveu 15,8 mm ao longo de abril, o que equivale a 21,8% do esperado. Já no Alto Tietê, a secura foi relativamente menor do que nos outros dois sistemas, mas o nível de precipitação não chegou nem à metade do apontado pela média histórica, de 91,5 mm.