CMM aprova requerimento que obriga Prefeitura de Manaus a prestar contas de gastos com festas de fim de ano

As informações foram solicitadas pelo vereador Rodrigo Guedes

Foto: Reprodução

Após uma série de discussões na manhã desta segunda-feira (29), a Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou o requerimento n ° 7.152/2021 do vereador Rodrigo Guedes (PSC) que solicita informações sobre os gastos da prefeitura de Manaus com as festividades do Ano Novo, e prevê a contratação do cantor Luan Santana pelo valor de R$600 mil . O pedido das informações instigou uma discussão na casa legislativa, com um “lado” afirmando que ainda era cedo para ter o levantamento dos gastos e outro apontando ser possível prestar contas do que já foi ”fechado” e pelo menos citar as previsões de gastos.

No requerimento, o vereador aponta que sabe a importância dos shows de grandes nomes para cultura e diversão do povo, entretanto, “é dever inescusável do prefeito ser transparente com o total de gastos que envolvam recursos públicos”. Além disso, durante a sessão, Guedes ressaltou que é importante que esses gastos sejam anunciados em plataformas oficiais como o Diário Oficial de Manaus e no Portal da Transparência “esse tipo de informação tem que ser oficial e não ficar em nota ou página da ManausCult (Secretaria municipal de Cultura)”.

Durante a votação do requerimento, a cobrança foi contestada por membros da CMM, como o líder de governo Marcelo Serafim, que apontou ter consultado a ManausCult e constatado que ainda não é possível mensurar todos os gastos que a festa demandará.

“Esse detalhamento é impossível, pois ainda há negociações em andamento e para fazer esse levantamento é preciso estar  tudo (sic)fechado. Ainda precisamos saber quantas pessoas irão, número de ambulâncias e seguranças, por exemplo.”, argumentou.

O vereador Amom Mandel (Sem partido) questionou o porquê de não ter como dar as informações e se a prefeitura está tentando esconder alguma coisa.

“Se há não como prestar  informações, sem não existe essa possibilidade porque não falam isso em documentos oficiais? Querem esconder algo? É impossível que não tenha como prestar conta. Isso é um absurdo”, disse.

Após as discussões, o requerimento foi aprovado na câmara e as informações devem ser enviadas pela Prefeitura de Manaus.

Nova variante Ômicron

Indo na contramão das demais cidades do Brasil que estão suspendendo as festas de Ano Novo em face das incertezas da pandemia, como a nova variante da covid-19 Ômicron, Manaus ainda mantém o calendário de festividades do fim do ano. Durante a mesma sessão, diversos vereadores se posicionaram a favor da realização da programação sob a justificativa do impacto econômico.

Enquanto isso, a população questionava a atuação dos parlamentares diante dos perigos da covid-19.

Confira o requerimento na íntegra