CMM vai gastar quase R$6 milhões na contratação de serviços de ensino à distância

O gasto é realizado uma semana depois de David Reis assinar um contrato de quase meio milhão de reais

Foto: Reprodução

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) em mais um de seus contratos milionários assinados pelo presidente da casa legislativa, vereador David Reis (Avante), gastará quase R$6 milhões na contratação de serviços de Ensino à Distância. O valor consta em um despacho de homologação publicado nessa quarta-feira (17) no Diário Oficial da Câmara (ver documento no final da matéria). O gasto milionário é realizado uma semana depois de David Reis assinar um contrato de quase meio milhão de reais para contratação de serviços de alarme e TV digital.

Inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) n°24.412.717/0001-09, a empresa ISTUD foi contratada para realização de “serviços de capacitação executiva de educação continuada sob demanda, na modalidade presencial e ensino à distância EAD, incluindo plataforma web multidispositivos, compreendendo instalação, configuração e manutenção”.

A empresa registra um capital social (valor investido) de R$100 mil e possui dois sócios: Roberto Costas dos Santos e Victoria Correa Fontes, conforme o quadro de sócios e administradores disponibilizado pela Receita Federal. A empresa está sediada em Roraima, na avenida Ville Roy, 5477, Boa Vista (RR).

Fonte: Receita Federal

De acordo com o documento, o serviço custará R$5.967.744,00 (cinco milhões novecentos e sessenta e sete mil setecentos e quarenta e quatro reais) e tem como objetivo “aperfeiçoar os profissionais da Câmara Municipal de Manaus”. O Radar questionou a Assessoria de Comunicação da CMM sobre como ocorrerá esse aperfeiçoamento, o que justificaria este alto valor e em quais áreas de instrução os servidores da Casa receberiam esses cursos. A reportagem continua aguardando respostas.

Desse montante, 2.234.880,00 (dois milhões, duzentos e trinta e quatro mil e oitocentos e oitenta reis) serão pagos para implantação da plataforma EAD; R$96 mil para implantação de identidade visual da plataforma; R$2.369.664,00 para roteirização, gravação e legenda para vídeo aulas; e R$1.267.200 (um milhão duzentos e sessenta e sete mil e duzentos reais) para o pagamento de instrutores.

Contratos milionários

Foto: reprodução

Essa não é a primeira vez que os contratos firmados por David Reis chamam atenção. Presidente  da Câmara há menos de um ano, o chefe da casa legislativa já acumula diversas polêmicas como a construção do “puxadinho” da CMM no valor de quase R$32 milhões e a dispensa de licitação para materiais de copa e cozinha por R$17 milhões.

Confira o documento na íntegra