CNPA desmente Clizares Santana sobre pagamento do seguro defeso no AM

Gerente executivo do INSS no Amazonas Clizares Santana

A Confederação Nacional dos Pescadores e Aquicultores (CNPA) desmentiu o gerente executivo do INSS no Amazonas, Clizares Santana, que disse, nessa segunda-feira (12), que o INSS em Manaus foi o primeiro no Brasil a concluir o processamento dos pedidos de seguro defeso dos pescadores amazonenses.

De acordo com o presidente da CNPA, Walzenir Falcão, milhares de pescadores no Amazonas estão sem receber o seguro defeso porque o INSS não processou os documentos relativos ao benefício.

Walzenir também afirma que o INSS em Manaus não foi o primeiro no Brasil a concluir o processamento. “Vários Estados estão à frente do Amazonas, o que mostra o descaso do gerente do INSS, Clizares Santana, com os pescadores amazonenses”, criticou Walzenir.

O presidente da CNPA afirmou que o gerente executivo do INSS mente para os pescadores com o objetivo de “esconder a real situação de desorganização que se encontra o INSS em Manaus”.

Walzenir acrescentou que enquanto Clizares Santana mente para os pescadores, o setor pesqueiro amazonense amarga prejuízo por causa do não pagamento do seguro defeso.

“Os recursos do seguro defeso ajudam a movimentar a economia de dezenas de municípios no interior”, ressalta Walzenir. “O atraso na liberação dos documentos dos pescadores, causado pelo INSS em Manaus, atrapalha a geração de empregos e renda em dezenas de localidades”, denunciou Walzenir.

Com informações da assessoria