Colegas defendem o ator Liam Neeson e garantem que ele não é racista

Artistas saíram em defesa do ator Liam Neeson, que se envolveu em uma polêmica no início desta semana depois de ter dito que uma vez se dispôs a atacar um homem negro, após a confissão de uma amiga de que tinha sido estuprada.

“Liam Neeson não é racista”, disse a atriz Michelle Rodriguez à Vanity Fair no tapete vermelho do amFAR Gala em Nova York na quarta-feira (6).

“Cara, você viu Viúvas? Sua língua estava tão abaixo da garganta de Viola Davis. Você não pode chamá-lo de racista. Os racistas não se dão bem com a raça que eles odeiam, especialmente do jeito que ele faz com a língua – tão profundamente na garganta dela. Eu não me importo com o quão bom você é um ator “, ela comentou sobre o filme, no qual Davis e Neeson interpretam um casal.

“Ignore isto. Ele não é racista. Ele é um homem amoroso. É tudo mentira”, sentenciou a atriz.

Hans Petter Moland, diretor de “Vingança a Sangue Frio”, também descarta que o colega seja racista.

“Eu sei que Liam não é racista. Pelp que posso falar sobre a minha experiência, ele é extremamente honesto “, disse Moland ao THR.

“Não sou racista”, disse Neeson a um programa de notícias da ABC, embora tenha admitido que há cerca de 40 anos sentiu uma “necessidade primária de atacar” depois de ouvir uma amiga próxima dizer que tinha sido estuprada por um homem negro.

“Fui deliberadamente a zonas negras da cidade procurando ser atacado”, disse o ator, que atuou na “Lista de Schindler”, recordando que várias vezes foi a esses lugares com um porrete, na esperança de que uma pessoa negra puxasse briga.