Anúncio Advertisement

Coletores de lixo ‘dançarinos’ de Caraguatatuba (SP) viram hit na web (Veja o vídeo)

Um vídeo com dois coletores de lixo dançando durante o trabalho, pendurados na traseira do caminhão, em Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo, virou hit na web. Editado, ao som do ‘Passinho do Volante’ (aquele do refrão “Ah, leleke, lek, lek”), a gravação teve mais de 88 mil visualizações em seis dias ( Veja o vídeo abaixo )

A dupla, funcionária da Tejofran – empresa terceirizada que presta serviço de coleta à Prefeitura de Caraguá desde 2010 -, foi flagrada em um dia chuvoso no fim do mês de janeiro deste ano, pela ocupante de um veículo que seguia atrás do caminhão de lixo.

Quando viu o vídeo neste mês em uma rede social, o mecânico Adriano Lupieri, de 27 anos, morador do litoral, teve a ideia de inserir o funk para acompanhar as imagens e republicou no último dia 20 o vídeo batizado de ‘Funk em Caraguá não tem hora’. “Decidi editar o vídeo até como uma forma de homenageá-los. A gente sabe que o trabalho deles não é fácil, estava chovendo no dia e, mesmo assim, eles não deixaram a alegria de lado. Acho que todo mundo gostou”, disse Lupieri ao G1. Segundo ele, o vídeo foi gravado na Avenida Arthur Costa Filho, uma das mais movimentadas da cidade, próxima a um shopping.

Inspirado em Naldo

Um dos protagonistas do vídeo é José Cícero dos Santos ‘Cicinho’,  de 25 anos, morador do bairro Perequê – na imagem ele é o da esquerda. Há quatro meses na Tejofran, ele disse que a alegria é uma das suas marcas no trabalho e contou que ficou espantado ao saber que as imagens dele e do colega Isaac dançando haviam ido parar na internet.

Ele disse ainda que o caminhão havia finalizado o trabalho do dia e que estavam retornando para a sede da empresa. A idéia de dançar foi uma forma de passar o tempo e eles não sabiam que haviam sido filmados. “Eu gosto demais de dançar e sempre que tenho um tempo livre, aproveito para fazer isso. No dia em que fomos filmados, acho que estávamos cantando um música do Naldo”, disse o coletor, que gosta de funk.

Outro lado

Procurada, a Tejofran informou por meio da assessoria de imprensa que teve acesso recentemente ao vídeo, também pela internet, após a divulgação do material nas redes sociais e que os trabalhadores serão advertidos por conta da conduta. Segundo a empresa, a postura foi considerada inadequada do ponto de vista de segurança do trabalho.

A Prefeitura de Caraguatatuba apenas confirmou que os trabalhadores prestam serviço à cidade, mas preferiu não comentar o assunto.