Colômbia é o 1º país das Américas a receber vacinas contra Covid-19 da Covax

Foto: Brendan McDermid/Reuters

A Colômbia recebeu 117 mil doses de vacina contra a Covid-19 por meio da iniciativa Covax, sendo o primeiro país no continente americano a contar com imunizantes entregues pelo projeto da Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), foram entregues vacinas produzidas pela Pfizer em parceria com a BioNtech, parte da primeira fase da iniciativa, que deve seguir com imunizantes da AstraZeneca em conjunto com a Universidade de Oxford, avançando para 36 países que participam do mecanismo na região.

As vacinas se somam à campanha colombiana que teve início em 17 de fevereiro, e o país espera receber 20 milhões de doses por meio da Covax em 2021. Além da Colômbia, Peru, El Salvador e Bolívia devem contar com imunizantes entregues pela iniciativa em breve, de acordo com a Opas.

Segundo a organização, até o final de março todos os países da América Latina e Caribe que tiverem os processos necessários realizados devem receber vacinas por meio da Covax.

O projeto prevê que as nações recebam doses suficientes para imunizar entre 2,2% e 2,6% de suas populações na primeira fase, chegando a um total de 280 milhões de doses até o fim de 2021.

“A Colômbia, com o apoio dos parceiros da Covax, trabalhou muito para poder receber a primeira onda de vacinas”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom.

“A chegada significa que mais profissionais de saúde e populações de alto risco podem começar a ser vacinados”, conclui.

A diretora regional da Opas, Carissa Etienne, avalia que “em um contexto em que a disponibilidade de doses ainda é muito limitada, a Opas continuará apoiando os grandes esforços dos países da região para obter o máximo de vacinas o mais rápido possível”.