Com até três meses de salários atrasados e férias vencidas desde 2017, funcionários de A Crítica entram em greve nesta segunda (7)

blank

Foto: Google Maps

Os funcionários do jornal A Crítica, do Portal A Crítica e do tablóide Manaus Hoje, todos pertencentes a Rede Calderaro de Comunicação entram em greve por tempo indeterminado, a partir desta segunda-feira (7). Segundo a presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas, (SJP/AM), Auxiliadora Tupinambá, direitos trabalhistas dos funcionários de A Crítica vêm sendo desrespeitado há anos.

Auxiliadora conta que há férias atrasadas desde 2017. “Entramos com uma representação no Ministério Público do Trabalho (MPT) desde 2017, mas ainda não veio resposta”, conta a presidente. Poucos receberam o salário do mês de junho, mas a maioria dos jornalistas está com salários atrasados há três meses, junho, julho e agosto.

“Temos colegas jornalistas que estão doentes, estão com depressão. Alguns têm o trabalho em A Crítica como única fonte de renda. Isso é até desumano. Esses profissionais não têm como sobreviver sem salários”, argumenta a sindicalista.

Por conta dessa situação, Auxiliadora explica que o sindicato entrou com mais uma representação no plantão do Ministério Público do Trabalho (MPT) pedindo ao fiscal das leis trabalhistas, ou seja, ao MPT que peça a justiça do trabalho pra bloquear os recursos provenientes de verbas publicitárias de A Crítica, para que desta forma os funcionários possam ser pagos.

Só para se ter uma ideia do grau de desrespeito dos proprietários da Rede Calderaro de Comunicação com as Leis Trabalhistas, eles não recolhem FGTS desde 2017.

São cerca de 31 funcionários que pretendem cruzar os braços a partir desta segunda-feira. “Cinco ou seis (funcionários), não aderiram à paralisação” comenta Auxiliadora.

Os atrasos de salários e outros direitos trabalhistas dos funcionários do jornal A Critica, portal A Crítica e Manaus Hoje, vão na contramão das notícias de compra de emissora de televisão no Pará e de altos salários na TV A Crítica, como do apresentador Sikêra Junior.

O jornal A Crítica foi fundado em 1949 pelo jornalista Umberto Calderaro Filho e foi com este veículo de comunicação que nasceu o Grupo Calderaro de Comunicação.