Em disputa acirrada, eleição para Reitor da UFAM será definida em segundo turno entre Sylvio Puga e Marcão

Os candidatos Sylvio Puga (Chapa 33) e Marco Antônio Mendonça, o Marcão (Chapa 21) disputam, nos próximos dias 24 e 25 de março, o segundo turno para a reitoria da Ufam (quadriênio 2021 -2025).

A apuração dos votos do primeiro turno da Consulta à Comunidade Universitária foi realizada nessa quinta-feira, 11, logo após o encerramento da votação on-line e transmitida ao vivo pelo canal da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (Adua) no You Tube.

Mais de 37 mil integrantes da comunidade universitária estavam aptos a participar da consulta que, pela primeira vez, foi realizada integralmente na modalidade on-line. Foram recebidos 8.105 votos, sendo 1.575 de professores, 1.148 de técnico-administrativos e 5.382 de estudantes. Foram ainda registrados 46 votos em branco e 73 votos nulos.

Resultado

A chapa 21 “Ufam+” , que tem como candidato a reitor o professor Marco Antônio de Freitas Mendonça e o professor Raimundo Ribeiro Passos, como candidato a vice-reitor, recebeu 2.715 votos.

A chapa 33 “Experiência para decidir, coragem para fazer”, que tem como candidatos o atual reitor da Ufam, professor Sylvio Puga e a professora Terezinha Fraxe, como candidata à vice-reitora, recebeu 3.100 votos da comunidade universitária.

A chapa 55 “[email protected]” que tem a professora titular Andrea Waichman como candidata à reitora e a professora do Icet Margarida Carmo de Souza, como candidata à vice-reitora, obteve 2.171 votos da comunidade acadêmica.

Pelos resultados, no próximo dia 19 de março, a Comissão de Consulta à Comunidade Universitária promoverá um debate entre os candidatos que disputam o segundo turno pela reitoria da Ufam. A disputa será entre Sylvio Puga e Marcão.

Ainda segundo o calendário da consulta à comunidade universitária, nos dias 24 e 25 de março ocorre o segundo turno e, no dia 29 de março, será divulgado o resultado do pleito à Comunidade Acadêmica e ao Conselho Universitário (Consuni).

Caberá, após o resultado das eleições, à Comunidade Acadêmica da Universidade oficializar e enviar a lista tríplice ao Ministério da Educação (MEC) para que o Presidente da República escolha o candidato a ser nomeado como reitor.