Com medo da variante brasileira, França suspende todos os voos ao Brasil

Foto: Reuters/Christian Hartmann

O primeiro-ministro da França, Jean Castex, anunciou neste terça-feira (13), que vai suspender todos os voos entre o país e o Brasil devido às preocupações com a variante brasileira do coronavírus. “Constatamos que a situação se agrava e decidimos, portanto, suspender até um novo aviso todos os voos entre Brasil e França”, disse .

Os franceses temem a ameaça das variantes brasileiras, como a P1, descoberta em Manaus, associada a maior transmissibilidade e letalidade.

Na França, a presença da variante brasileira do coronavírus é minoritária. Os profissionais de saúde alertam há dias que há propagação desse vírus, e os políticos de oposição exigiam que o governo proibisse os voos.

Em entrevista ao “Le Parisien”, o epidemiologista Antoine Flahaut afirmou que a variante brasileira “a princípio pode parecer inofensiva, mas logo pode crescer muito rapidamente”.

Há um mês, o ministro de Saúde do país, Olivier Veran, disse que cerca de 6% dos casos de Covid-19 na França eram das variantes detectadas inicialmente no Brasil e na África do Sul.

Mesmo antes da suspensão, as viagens já eram restritas. Os viajantes que partiam do Brasil já precisavam mostrar um teste negativo ao chegar à França. Além disso, eram também obrigados a ficar em quarentena durante 10 dias.

Covid-19 na França

A França teve 5,1 milhões de casos de coronavírus desde o começo da pandemia. Morreram 99 mil pessoas no país. Há uma onda recente de infecções e internações em Paris e outras cidades.