Com o apoio dos Conselhos Tutelares, policiais de Urucará tiram jovens das ruas

Proteção Integral UrucaráEm operação denominada Proteção Integral, policiais civis lotados na 45ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Urucará, município distante 261 quilômetros em linha reta da capital, estão retirando os jovens da orla da cidade e fazendo com que voltem para suas casas. A ação teve como objetivo reduzir os altos índices de infrações penais praticadas por jovens em áreas consideradas de risco.

A operação foi realizada sob o comando do delegado titular da 45ª DIP, Guilherme Torres, e contou com o apoio dos conselheiros tutelares da cidade, além do auxílio de policiais militares de Urucará e da Força Tática, lotados no município de Itacoatiara.

De acordo com o delegado Guilherme Torres, a iniciativa teve como propósito principal fazer valer o dispositivo do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que dispõe entre outros direitos, sobre a proteção integral de menores.

“Foi estabelecida uma união entre instituições públicas estaduais e municipais, com o intuito de realizar a retirada dos adolescentes das ruas e, após a devolução deles às respectivas residências, disponibilizar um acompanhamento com o conselho tutelar”, afirmou Torres.

Conforme a autoridade policial, durante a operação os policiais retiraram 15 jovens de áreas consideradas “vermelhas” – pelo alto índice de tráfico de drogas -, bem como os orientaram sobre a permanência em vias públicas em horários noturnos.

Segundo a equipe que participou das diligências, no curso das abordagens, houve a prisão do jovem Raydson Coutinho Marques, 20, com o qual foram apreendidas 15 trouxinhas contendo oxi, e o valor de 162,35 reais em espécie. O infrator foi conduzido à delegacia do município, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Raydson encontra-se preso na carceragem da delegacia.

O delegado Guilherme Torres avaliou positivamente o resultado da operação, considerada por ele de extrema importância para a aproximação das instituições e da população em ações de segurança. “A Segurança Pública, segundo a Constituição Federal, é dever do Estado, mas responsabilidade de todos”, concluiu a autoridade policial.

Foto: Divulgação/ Assessoria de Imprensa – PCAM