Com recorde em internações, Amazonas tem mais pacientes internados do que no pico da pandemia

Foto: Rafa Braga

O Amazonas bateu o recorde do número de pacientes internados com Covid-19 desde o início da pandemia pelo novo coronavírus. No boletim divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) nesta segunda (04), são 1.126 pacientes espalhados pela rede pública e privada, entre leitos clínicos, Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e salas vermelhas.

Durante o pico, o maior número

registrado foi em 17 de maio, com 117 internações por dia, totalizando 584 internações por mês. Apenas nesta segunda-feira (4), foram mais de 163 pessoas hospitalizadas com a doença, totalizando 1.126 pacientes internados.

Desde o primeiro dia do ano, esse recorde é atualizado. No dia 01 eram 798 pacientes internados com Covid-19 e esse número foi subindo desde então. No dia 02, foram 867. No domingo, foram mais 96 pacientes internados totalizando 963. A perspectiva para o quinto dia do ano, infelizmente, é que este número permaneça subindo.

Segundo a FVS-AM, em Manaus, de 21 de dezembro a 3 de janeiro foram 1.172 novas hospitalizações de pacientes com Covid-19. O número de casos novos aumentou em 120% nos meses de novembro e dezembro, enquanto a média móvel de óbitos aumentou 66% nos últimos 14 dias.

As internações nos hospitais da rede privada aumentaram em 163% nas últimas duas semanas, fazendo com que 100% dos leitos fossem ocupados. Já na rede pública, a porcentagem chegou a 94% e caminha para a ocupação total.

Os dados alarmantes fizeram o estado entrar na fase roxa da pandemia que representa Alto Risco. A FVS permanece com a recomendação da utilização de máscaras faciais, manter a distância entre pessoas, lavar as mãos com água e sabão ou utilizar o álcool em gel. Tais medidas são consideradas fundamentais para evitar a circulação do vírus.