Comandante dos Bombeiros chama tropa pra participar da convenção do PDT de Amazonino (ouvir áudio)

Numa reprise daquilo que aconteceu em 2014 quando Jose Melo era governador e candidato à reeleição, onde o aparato de segurança do Estado foi usado para captação de votos e os policiais militares usaram seus distintivos para coagir eleitores, o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, coronel Mauro Marcelo Lima Freire, decidiu que pode “convidar”, ao arrepio da Lei eleitoral, em pleno fim de semana, seus subordinados a participarem da convenção do PDT, partido do Chefe do Executivo estadual, governador Amazonino Mendes, que deverá ser anunciado como candidato à reeleição.

O comandante explicitamente usa como moeda de troca para participação dos bombeiros militares na convenção partidária, os cursos e as promoções, segundo ele, “concedidos” pelo governador à corporação –bom lembrar que esses benefícios são dados com dinheiro público. “Esse é o momento de darmos também uma resposta positiva de apoiá-lo e de ajudá-lo”.

O coronel dá a entender que estará de olho em quem vai ou não à convenção do governador: “Eu estarei lá e ficarei muito feliz de contar com os senhores lá, ombreados, lado a lado, para apoiarmos o nosso governador”.

Essas mesmas denúncias pipocaram de todos os lados durante a campanha à reeleição de Melo em 2014 e a Justiça eleitoral esteve cega e surda. E todo mundo sabe o que aconteceu! Somente após três anos, Melo foi cassado por abuso de poder econômico e político e preso por corrupção. Mas aí o estrago no Amazonas já estava feito! E agora, como será?

(ouça aqui a conversa)