Anúncio

Começa nesta sexta-feira campanha de prevenção das hepatites virais

A partir desta sexta-feira (20), a Prefeitura de Manaus inicia a Campanha de Combate às Hepatites Virais com a intensificação da oferta de testes rápidos, ações de educação em saúde e distribuição de preservativos e imunização, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). A campanha vai até o dia 28 de julho.

As hepatites virais são doenças causadas pelos vírus tipo A, B, C, D e E. Os tipos B, C e D são as formas mais graves, podendo ser transmitidos por relação sexual desprotegida, transfusão sanguínea e derivados do sangue, assim como o compartilhamento de seringas, escova de dente, lâmina de barbear, alicate de unha e outros objetos perfurocortantes.

“O vírus fica alojado no fígado, causando uma inflamação que agride o órgão, podendo levar à hepatite crônica, cirrose, câncer e até o óbito do paciente. É uma doença silenciosa, não apresentando sintomas na fase inicial, e muitas pessoas não sabem que têm a infecção”, alerta a chefe do Núcleo de Controle de Infecções Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da Semsa, enfermeira Etelvina da Cruz Alves.

Os sintomas, quando aparecem, podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

A relação sexual desprotegida, explica a enfermeira Etelvina Alves, é uma das principais formas de transmissão das hepatites B e C, e por isso a campanha irá intensificar as ações de incentivo ao uso do preservativo entre a população, assim como a oferta de vacina contra hepatite B, disponível no Sistema Único de Saúde (SUS).

Outra estratégia da campanha é a divulgação da oferta da testagem rápida para hepatites B e C nas Unidades de Saúde, serviço que viabiliza o diagnóstico precoce. “Como a hepatite é uma doença silenciosa, é importante que todas as pessoas realizem o exame para que o tratamento seja iniciado rapidamente, reduzindo o risco de complicações mais graves da doença”, explica Etelvina Alves.

Além dos profissionais das Unidades de Saúde, a campanha contará com o apoio de entidades da sociedade civil como a Rede Amizade e Solidariedade, Katiró, Movimento das Cidadãs Positivas, Fórum OSC/Aids e Rede de Jovens.

Casos

De acordo com os dados no Sistema de Notificação de Agravos (Sinan), Manaus, no ano passado, registrou um total de 1.373 casos confirmados de hepatite, sendo 30 do tipo A, 375 do tipo B e 233 do tipo C. Entre 1º de janeiro e 9 de julho de 2018, o Sinan aponta 538 novos casos de hepatites virais (prevalentes dos tipos B com 119 casos e o tipo C com 87 casos notificados).

Fonte: Assessoria de comunicação da Semsa