Comissão da Mulher da Aleam divulga nota de repúdio contra absolvição de acusado no caso Mariana Ferrer

Foto: Divulgação/Aleam

A absolvição do empresário André de Camargo Aranha, réu em uma ação que o acusava de ter estuprado a catarinense Mariana Ferrer de 23 anos no ano de 2018, pela Justiça, foi repudiada pela Comissão da Mulher da Família e do Idoso da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) através de nota.

De acordo com a nota, a absolvição aconteceu mesmo as provas apontando para a existência do crime. O documento divulgado nas redes sociais, ainda cita o tratamento dado a vítima durante a audiência de julgamento.

“Também repudia a humilhação sofrida pela jovem, durante toda a audiência, onde teve a sua posição de vítima e a veracidade da acusação de estupro questionados a todo momento”, diz trecho da nota.

O documento também ressalta, com pesar, que “a situação é inadmissível e infelizmente retrata a realidade de muitas mulheres por todo o Brasil, que por medo de serem julgadas e desacreditadas, não denunciam esses crimes”.

Leia a nota na íntegra:

Foto: Divulgação/Aleam

(*) Informações da assessoria