Comissão de Educação da Aleam alerta para o risco do aumento de analfabetismo na pandemia

Foto: Divulgação/Aleam

Tendo em vista a celebração nacional do Dia da Alfabetização, a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) chama atenção para o risco do agravamento do quadro de analfabetismo devido à pandemia.

A presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputada Therezinha Ruiz (PSDB) pede “atenção redobrada das prefeituras” para recuperar o tempo perdido pelo isolamento social e evitar uma iminente evasão escolar.

Para a deputada, que é também professora, a situação de isolamento e a suspensão das aulas presenciais, colocou as crianças em fase de alfabetização em situação difícil.

“Este ano, abriu-se uma lacuna na educação, com milhares de crianças que ficaram sem frequentar a escola, especialmente no interior do Estado. Por isso precisamos de um planejamento para recuperar o que foi perdido e, quem sabe, assim, poderemos minimizar os impactos causados no ensino”, apontou Ruiz, lembrando que um aluno que deixa de frequentar as aulas presenciais em um ano, acaba tendo mais dificuldades de voltar aos bancos escolares no ano seguinte, aumentando também os índices da evasão escolar.

A parlamentar chama atenção dos prefeitos do interior do Amazonas para a necessidade de priorizar o ensino infantil e que eles busquem alternativas de ampliação do acesso das crianças à educação “com professores-alfabetizadores capacitados e valorizados”, ensinou. “As políticas de ensino infantil, devem ser vistas com prioridade na escola pública, porque esse é um período da vida em que as crianças têm os primeiros contatos com as letras, os números e os bons métodos de aprendizagem fazem toda a diferença na formação escolar do aluno. Os anos iniciais de pré-alfabetização fornecem toda a base para que a criança comece o ensino fundamental já habilitada na leitura e nas noções básicas de matemática”, afirmou.

Atuação do parlamento

Como colaboradora do governo estadual na elaboração e aprovação de leis sobre a Educação, a Assembleia também atua no combate ao analfabetismo. A Lei nº 4.391/2016 é um exemplo disso. Ela facilita a iniciativa das empresas do setor de construção civil em incentivar a alfabetização de seus trabalhadores. Pelo projeto, o poder público pode estabelecer convênios e parcerias com essas empresas para estimular a alfabetização dos trabalhadores.

(*) Informações da assessoria