Anúncio Advertisement

Companha ‘Janeiro Roxo’ de combate à hanseníase ganha reforço na capital

Fotos: Marinho Ramos / Semcom

Com a programação do “Janeiro Roxo”, prevista para encerrar no Dia Mundial de Combate à Hanseníase, celebrado em 27 de janeiro, a Prefeitura de Manaus anunciou que vai reforçar as ações de combate à hanseníase neste início de ano. Com isso, as 300 equipes de saúde que atuam na cidade, área rural e do entorno fluvial, estarão engajadas em ações educativas, de acolhimento, diagnóstico e tratamento da população, que é gratuito e está disponível nas unidades de saúde da rede municipal até o dia 31 deste mês.

Além disso, também serão realizados mutirões para exames dermatológicos, rodas de conversa com usuários da rede municipal, palestras educativas para associações e empresas e uma Mostra Itinerante, em locais estratégicos da cidade, onde serão exibidas informações sobre a doença para o público geral.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS),  apontam que 459 casos novos foram registrados no estado do Amazonas, em 2017. Em Manaus foram 128, o que corresponde a 27,8% dos casos novos do estado, e a uma redução de 23% em relação a 2016.

Já no Brasil, embora o país ainda seja o segundo colocado no ranking mundial de novas ocorrências, atrás apenas da Índia, os casos confirmados da doença vêm diminuindo ao longo dos últimos anos. Em 2017, a taxa de detecção do Brasil foi de 12,94/100 mil habitantes. No Amazonas, esse mesmo índice foi de 11,31/100 mil habitantes.

“A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está com uma programação intensa de combate à hanseníase, como nos determina o prefeito Arthur Virgílio Neto. Ao longo do mês, uma série de atividades e eventos visa a conscientização da população sobre os cuidados com a doença, além de promover o diagnóstico e o tratamento das pessoas infectadas”, explica o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

A Semsa também atuará em parceria com o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (MORHAN) nas diversas atividades promovidas pela entidade ao longo do mês. Dentre elas, vale destacar a caminhada em alusão à luta contra a hanseníase, no dia 9 de janeiro, que acontece nas principais ruas do bairro Colônia Antônio Aleixo, na zona Sul da cidade, local simbólico por ter abrigado o antigo leprosário da cidade.

No dia 31, para marcar o encerramento das atividades do Janeiro Roxo, uma grande ação social será promovida em conjunto com a MORHAN para beneficiar as pessoas portadoras da doença.