Comunidades do “Luz para Todos” terão manutenção da rede elétrica feita por mão de obra local

Braga Borba Abacaxi capa

As comunidades eletrificadas pelo Programa Luz para Todos no interior do Amazonas passarão a contar com equipes técnicas compostas por mão de obra local para a realização de manutenção da rede de distribuição de energia. O anúncio foi feito pelo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, neste sábado, (27/02), durante a inauguração da rede elétrica das comunidades Feliz Nazaré, Tumbiras 1 e 2, no município de Nova Olinda do Norte.

“A rede de distribuição do Luz para Todos sai da sede dos municípios e percorre quilômetros dentro da floresta levando energia elétrica para as comunidades. Quando acontece de uma árvore cair e partir os cabos desta rede, por exemplo, as famílias passam horas e, às vezes, dias sem luz. A criação das equipes técnicas com mão de obra local vai agilizar os serviços de reparo na rede, reduzindo o tempo de desligamento”, explicou o ministro.

Eduardo Braga fez o mesmo anúncio na comunidade Laranjal, no município de Borba, onde aconteceu a inauguração da rede elétrica das comunidades de Laguinho, Laranjal, Parauá, Mucajá, Soval, Foz do Canumã, Macambira, Sauru e Tartaruguinha.

“A Eletrobras Distribuição Amazonas vai firmar em contrato com as empresas responsáveis pelas obras do Luz para Todos o treinamento e qualificação de moradores das comunidades para que eles próprios, devidamente treinados e equipados, possam fazer a manutenção dos quilômetros de rede que estão sendo instalados no Amazonas”, reforçou.

Em Nova Olinda do Norte, os investimentos do Programa Luz Para Todos são da ordem de mais de R$ 1,3 milhão, para atender 101 domicílios nas três comunidades inauguradas. Já em Borba, os investimentos ultrapassam os R$ 3 milhões para levar energia para 368 lares na área rural do município.