Concurso para servidores da Defensoria Pública ocorre neste domingo com 46.159 inscritos

As provas do concurso para o preenchimento de 60 vagas do quadro de servidores da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) serão aplicadas neste domingo (04), com 46.159 inscritos para o certame. Este é o primeiro concurso para servidores do quadro suplementar realizado pela instituição e ocorrerá simultaneamente em Manaus e nos cinco municípios do interior onde a DPE-AM terá unidades polo. Os candidatos estão distribuídos em 20 locais de provas, sendo seis em Manaus e 14 no interior. Estão sendo ofertadas vagas em cargos de Nível Médio e Superior, na capital e no interior, com salários que variam de R$ 3.400 a R$ 6 mil.

Contratada pela DPE-AM, a Fundação Carlos Chagas (FCC) é responsável pela elaboração, aplicação e correção das provas, pela definição dos locais de prova, análise de recursos e divulgação do resultado do concurso. Mas, para garantir a total lisura e ordenamento do processo de seleção, a Defensoria Pública contará com uma equipe de defensores públicos encarregada de acompanhar o concurso em Manaus e nos municípios do interior. Os defensores atuarão juntamente com a equipe da FCC.

Em Manaus, onde há 42.648 inscritos, as provas serão aplicadas no Colégio La Salle; Universidade Nilton Lins; Faculdade Martha Falcão; Centro Universitário Luterano de Manaus (Ulbra); Centro Universitário do Norte (UniNorte); e Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro).

O defensor público geral do Estado, Rafael Barbosa, acompanhará a abertura do concurso no Colégio Salle. Para ele, o concurso é histórico, uma vez que é o primeiro da instituição, e representa, ainda, o momento de aprimoramento administrativo e profissionalização que a DPE-AM vem implementando nos últimos anos.

Os cincos municípios onde o concurso também será realizado são Itacoatiara, onde estará o subdefensor público geral, Antonio Cavalcante; Tefé, com a presença da defensora pública Suelen Menta; Parintins, onde estará a defensora pública Lorena Torres; Tabatinga, sob a supervisão do defensor público Danilo Germano; e Humaitá, onde o certame será acompanhado pela defensora pública Josy Cristiane de Lima.

Humaitá foi o município com maior número de inscritos, depois de Manaus, sendo 1.224, seguido de Itacoatiara, com 733 candidatos, Parintins, com 674, Tabatinga, com 546, e Tefé, com 424 candidatos.

Convocação para provas

No último dia 24 de janeiro foi publicado o edital de convocação para as provas, no Diário Oficial Eletrônico da DPE-AM, que está disponível no site – http://www.defensoria.am.def.br/ – no link Diário Oficial. As provas serão aplicadas nos períodos da manhã e da tarde, no próximo domingo, dia 04 de fevereiro.

No período da manhã (horário local), o horário de apresentação será às 8h e o horário de fechamento dos portões será às 8h30. A prova objetiva terá duração total de 3 horas, com permanência mínima de 2 horas. A avaliação é para os cargos: Assistente Técnico de Defensoria – Assistente Técnico Administrativo; Assistente Técnico de Defensoria – Assistente Técnico em Agrimensura; Assistente Técnico em Tecnologia da Informação de Defensoria – Assistente Técnico de Suporte; e Assistente Técnico em Tecnologia da Informação de Defensoria – Programador.

No período da tarde (horário local), o horário de apresentação será às 13h30 e o horário de fechamento dos portões será às 14h. A prova objetiva e discursiva – estudo de caso terá duração total de 4 horas, com permanência mínima de 3 horas.

Neste período, a avaliação será para os cargos: Analista Jurídico de Defensoria – Especialidade Ciências Jurídicas; Analista Social de Defensoria – Especialidade Psicologia; Analista Social de Defensoria – Especialidade Serviço Social; Analista em Gestão Especializado de Defensoria – Administração; Analista em Gestão Especializado de Defensoria – Biblioteconomia; Analista em Gestão Especializado de Defensoria – Ciências Contábeis; Analista em Gestão Especializado de Defensoria – Engenharia Civil; Analista em Gestão Especializado em Tecnologia da Informação de Defensoria – Analista de Sistemas; e Analista em Gestão Especializado em Tecnologia da Informação de Defensoria – Analista de Banco de Dados.

Locais de provas

A prova objetiva e a prova discursiva – estudo de caso serão realizadas nos municípios de Humaitá, Itacoatiara, Manaus, Parintins, Tabatinga e Tefé no Estado do Amazonas, de acordo com a opção de município de atuação indicada pelo candidato no ato da inscrição, e os respectivos locais serão informados por meio do Cartão Informativo, que será enviado por e-mail, e disponibilizado no site da Fundação Carlos Chagas www.concursosfcc.com.br.

O candidato que não receber o Cartão Informativo até o 3º (terceiro) dia que antecede a aplicação das provas ou em havendo dúvidas quanto ao local, data e horário de realização das provas, deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato – SAC da Fundação Carlos Chagas, pelo telefone (0XX11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h (horário de Brasília – NÃO ESQUECER DA DIFERENÇA DE FUSO HORÁRIO NO HORÁRIO DE VERÃO) ou consultar o site da Fundação Carlos Chagas (FCC) – www.concursosfcc.com.br, para verificar o local de realização de sua prova.

Ao candidato só será permitida a realização das provas na respectiva data, horário e no local constantes no Cartão Informativo e no site da Fundação Carlos Chagas.

É importante levar o Cartão Informativo no dia da prova, pois ele contém dados necessários para melhor orientação do candidato.

Somente será admitido à sala de provas o candidato que estiver devidamente identificado, nos termos do disposto no item 7.10 do Edital nº 01/2017 de Abertura de Inscrições.

Objetivando garantir a lisura e a idoneidade do concurso público – o que é de interesse público e, em especial, dos próprios candidatos – bem como sua autenticidade, será solicitado aos candidatos, quando da aplicação das provas, a transcrição da frase contida nas instruções da capa do Caderno de Questões para a Folha de Respostas, para posterior exame grafotécnico.

Por medida de segurança do certame poderão ser utilizados, a qualquer momento, detectores de metais nas salas de prova aleatoriamente selecionadas e em qualquer dependência do local de prova.

O candidato deverá observar todas as instruções contidas no Edital nº 01/2017 de Abertura de Inscrições, especialmente as dispostas no Capítulo 7 (Da Prestação das Provas), e neste Edital de Convocação.