Conheça dez artistas que devem lançar discos ainda neste ano, de Adele a Lorde

Foto: Reprodução

Não foi só a agenda de shows que caiu por terra por causa da Covid-19. No ano passado, o calendário de lançamentos de novos álbuns também foi comprometido no mundo da música –produções atrasaram, gravadoras seguraram discos e alguns artistas mergulharam em uma fossa criativa.

Apesar de parecer uma continuação do ano que acabou, 2021 deve mostrar o que herdou, com cantores sinalizando finalmente a estreia dos trabalhos suspensos ou feitos durante a quarentena.

É difícil fixar datas em um mundo pandêmico. Mas, a seguir, confira algumas apostas do que a música internacional vai nos oferecer nos próximos 11 meses –e saiba o que escutar de cada artista nas principais plataformas.

Adele

Há pouco mais de cinco anos, a britânica soltou seu álbum “25”, com músicas que já foram tocadas à exaustão –afinal, a cantora não lançou nada de novo depois. Esse é o maior hiato desde que ela surgiu com o primeiro disco, “19”, em 2008. No fim do ano passado, no entanto, Adele reapareceu no Saturday Night Live e se despediu com um “até o ano que vem”, aumentando as suspeitas de que um novo e estrondoso disco estaria a caminho.
Mais recente: “25”, disco de 2015

Billie Eilish

A americana teve uma quarentena prolífica. Além de publicar novas músicas e clipes, fez uma megalive, mostrou o trailer de seu documentário e anunciou que trabalha em 16 músicas ao lado de seu irmão e parceiro musical, Finneas –número suficiente para dar forma ao sucessor do queridinho “When We All Fall Asleep, Where do We Go?”, de 2019.
Mais recente: “Lo Vas a Olvidar”, com Rosalía, música deste ano

Cardi B

A rapper que enfureceu conservadores e divertiu o resto do mundo com a faixa sobre sexo “WAP” tem dado sinais de que seu novo trabalho está logo na esquina. Depois do bem recebido “Invasion of Privacy”, de 2018, e de alguns vídeos no Instagram cantando músicas brasileiras –incluindo Zezé Di Camargo e Luciano– ela não inscreveu seu hit no Grammy com a justificativa de que tem planos maiores para ele.
Mais recente: “WAP”, com Megan Thee Stallion, música de 2020

Drake

Foi com um vídeo revisitando capas de discos anteriores que Drake anunciou o lançamento de seu primeiro álbum de inéditas desde “Scorpion” (2008). O canadense provavelmente afrouxará o deadline, que previa “Certified Lover Boy” para janeiro, mas já deixou um gostinho ao soltar o compilado “Dark Lane Demo Tapes” e a música “Laugh Now Cry Later” ao longo de 2020.
Mais recente: “Laugh Now Cry Later” com Lil Durk, música de 2020

Kendrick Lamar

A pressão é grande para saber o que o rapper vai fazer após os lançamentos de “To Pimp a Butterfly” (2015) e “DAMN.” (2017), que fizeram dele um dos nomes mais badalados. Apesar de não ter oficializado um lançamento, Lamar está confirmado na edição deste ano do Roskilde Festival, que anunciou novos materiais do artista.
Mais recente: “Black Panther The Album Music From and Inspired By”, disco de 2018

Lana del Rey

A cantora apressadinha não esperou nem o disco mais recente, “Norman Fucking Rockwell!”, de 2019, esfriar para anunciar que já estava trabalhando em “Chemtrails Over the Country Club”, previsto para março deste ano e com repertório que inclui um cover de Joni Mitchell. A faixa que dá nome ao disco e “Let Me Love You Like a Woman” já foram publicadas, ambas com produção de Jack Antonoff, que trabalhou com ela no álbum anterior. Mais recente: “Chemtrails Over the Country Club”, música deste ano

Lorde

Os olhos do mundo musical se voltaram para esta neozelandesa quando ela tinha apenas 16 anos e um single de estreia subindo nas paradas de 2012. Pouco depois veio “Pure Heroine”, que colecionou elogios da crítica e de astros como David Bowie, que disse que escutá-la era como “ouvir o futuro”. Pois o futuro chegou e, depois do mais maduro “Melodrama” (2017), Lorde já deixa pistas de que em 2021 sairá de seu casulo para mais um disco.
Mais recente: “Melodrama”, álbum de 2017

Rihanna

Há alguns anos os fãs fazem piadas com a demora da estrela pop em finalmente lançar o sucessor de “ANTI”, de 2016. Ela retribui tirando sarro, como quando publicou o meme de um cachorro dançante que a representaria ouvindo o disco e se recusando a lançá-lo. Mas também lançou algumas boas migalhas, como uma parceria com o rapper PartyNextDoor. É certo que Rihanna não está parada –nos últimos anos, ela se dedicou às suas marcas de maquiagem e lingerie–, mas o álbum com influências de reggae e de dancehall, previsto para 2019, já foi adiado duas vezes. As expectativas para 2021 são altas.
Mais recente: “Believe It”, com PartyNextDoor, música de 2020

St. Vincent

Stevie Wonder, Sly and the Family Stone e a estética de “Taxi Driver”, de Martin Scorsese, são algumas das referências de Annie Clark para seu próximo disco, anunciado pela cantora como uma “mudança tectônica” em sua sonoridade. Não será o primeiro movimento corajoso da americana, que retorna após um álbum dançante (“Masseduction”, de 2017) e uma total desconstrução dessas mesmas músicas em versões com piano, em “MassEducation”, do ano seguinte. Segundo ela, sua nova fase está “pronta e carregada”.
Mais recente: “New York”, com Yoshiki, versão de 2020 para música de 2017

SZA

Desde que lançou seu elogiado disco de estreia, “Ctrl”, em 2017, a cantora de R&B foi indicada nove vezes ao Grammy e trabalhou com astros da música como Justin Timberlake e The Weeknd. Os fãs esperam ansiosos os próximos passos da americana, que já demonstrou frustração com a demora da gravadora em soltar o disco. Mas também confirmou que ele está muito, muito perto.
Mais recente: “Good Days”, música de 2021 Good Days”, música de 2021