Contagem regressiva: falta apenas uma assinatura para a criação da CPI da Pandemia no Amazonas

Foto: Divulgação

Na manhã desta segunda-feira (05) conforme o Radar adiantou, o deputado estadual Fausto Junior (MDB) assinou o pedido de criação da CPI da Pandemia, protocolado pelos deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas no início deste ano.

Com o apoio de Fausto, resta apenas uma assinatura para a abertura dos trabalhos da Comissão. A expectativa é de que a próxima assinatura ocorra durante a sessão plenária desta terça-feira (06).

Se atingir o apoio de um terço da casa, os partidos terão que indicar cinco nomes para compor a CPI, essa indicação ainda deverá ser aprovada pelo plenário da casa. Posteriormente, os indicados deverão fazer uma votação presidida pelo parlamentar com mais idade, para a escolha do presidente e do relator da Comissão.

A CPI da Pandemia é uma proposta que surgiu em março deste ano, de autoria dos deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas, ambos do ‘Podemos’. No início apenas o deputado Delegado Péricles (PSL) e Nejmi Aziz (PSD) apoiaram a iniciativa, mas com a recente participação de Fausto Junior (MDB) na CPI da Covid-19 do Senado Federal, outros parlamentares decidiram aderir à proposta, que visa investigar a gestão do governador Wilson Lima (PSC) durante a maior crise sanitária da história do Amazonas.

O Radar Amazônico entrou em contato com os deputados que não assinaram o pedido de criação da CPI, solicitando um posicionamento dos parlamentares sobre esta importante pauta, mas até a publicação desta matéria não tivemos resposta.

Confira a lista de deputados que já assinaram a CPI:

  • Wilker Barreto (Podemos);
  • Dermilson Chagas (Podemos);
  • Nejmi Aziz (PSD);
  • Delegado Péricles (PSL);
  • Roberto Cidade (PV);
  • Ricardo Nicolau (PSD);
  • Fausto Junior (MDB).