Contágios por Covid-19 de funcionários de empresa são investigados em Silves e Itapiranga

Foto: Reprodução

Uma equipe técnica composta por cinco profissionais da Fundação de vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) foi enviada a Silves e Itapiranga nesta quarta-feira (22). O objetivo é investigar a situação epidemiológica após contágios de Covid-19 nos municípios, onde residem funcionários da empresa Eneva que foram infectados.

“Vamos identificar as áreas de risco e suscetíveis, averiguar as ações de prevenção e controle da doença e a identificação de possíveis novos casos, através de exame laboratorial”, afirmou a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto.

A equipe técnica enviada aos municípios é composta por profissionais da Comissão e Serviços de Controle de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (Ceciss); do Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest); da Vigilância Epidemiológica do Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE) e do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Também compõem a equipe dois técnicos da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam).

Acordo

Um acordo judicial para conter a disseminação do novo coronavírus foi firmado entre a Eneva, o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) e a Defensoria Pública do Estado (DPE-AM), após comprovação de contágios entre os empregados da empresa, seguida de constatação do MPT de ausência de providências por parte da empresa para conter a disseminação do vírus.

Entregar duas mil cestas básicas, 2.500 kits de higiene e limpeza e 500 máscaras de proteção estão entre os deveres que a Eneva terá de realizar nos municípios de Silves e Itapiranga.

Além da distribuição de cestas básicas e itens de higiene e proteção, o acordo prevê, de forma detalhada, a entrega totens dispensadores de álcool em gel a cada município, com válvula de acionamento que não seja pelas mãos devidamente abastecidos.

A empresa também deverá fornecer 500 kits de testes rápidos para a detecção da COVID-19 à cada prefeitura municipal, totalizando 1.000 (mil) kits de testes, sem qualquer ônus para as Prefeituras locais e utilização do corpo funcional dos órgãos públicos destas cidades. O prazo de entrega é de 20 dias úteis, contados da assinatura do acordo.

(*) Informações da assessoria