Contratos da Prefeitura de Lábrea para o mesmo serviço com a mesma empresa já chegam a R$16,3 milhões em menos de um mês  

Foto: Reprodução

Para a realização do mesmo serviço e contratando a mesma empresa, o prefeito de Lábrea, Gean Campos de Barros (MDB), em menos de um mês, decidiu fazer dois contratos diferentes que juntos somam mais de R$16,3 milhões dos cofres públicos. Segundo informações que o Radar já obteve junto ao Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) sobre outros casos semelhantes, os fracionamentos de contratos em valores menores são vistos com desconfiança por se tratar de uma estratégia usada por alguns gestores para desviar a atenção dos órgãos de controle das administrações públicas sobre contratações milionárias com indícios de ilegalidades.

O serviço é o mesmo, “obras e serviços de engenharia de pavimentação e recapeamento asfáltico no município de Lábrea” (distante 854 Km de Manaus) e a empresa também é a mesma  “Adivisor Assessoria Empresarial Eireli”, inscrita no CNPJ Nº 30.190.353/001-62. Porém, foram feitos dois contratos, o primeiro de R$ 9.730.005,39 (nove milhões e setecentos e trinta mil e cinco reais e trinta e nove centavos) que o Radar já havia postado matéria no dia 19 de maio.

Mas o prefeito Gean Barros parece ter achado pouco o valor e, em menos de um mês, fez um segundo contrato, desta vez de R$ 6.683.961,20 (seis milhões  e seiscentos e oitenta e três mil e novencentos e sessenta e um reais e vinte centavos). A informação consta no Diário Eletrônico dos Municípios da sexta-feira passada (28). (Confira o documento no fim da matéria)

No documento, o prefeito não informa onde serão as obras, a quantidade de ruas, bairros e áreas do município onde serão executados os serviço.

Na Receita Federal, a empresa Advisor Assessoria Empresarial aparece no nome de Samuel Monteiro Neves.

Assim, como no primeiro contrato analisado pela reportagem, o novo “despacho de homologação- concorrência nº002/2021” não informa elementos básicos que justifiquem o alto valor investido, Nesse sentido, o Radar procurou a assessoria de comunicação da prefeitura através do e-mail disponibilizado no site oficial da prefeitura [email protected], mas como da primeira vez, não obtivemos respostas.

Cheias e pandemia

Foto: Divulgação/Secom

O total de gastos com os serviços de pavimentação e recapeamento já chega a R$16.413.966,6, ao mesmo tempo, em que o estado do Amazonas, na sua totalidade, passa por um momento de vulnerabilidade socioeconômica em razão das cheias e da pandemia do coronavírus.

Em Lábrea, a situação não é diferente. Imagens da Defesa Civil municipal, revelam como a água segue avançando pelas estradas, deixando até uma ponte do município submersa. E, enquanto o prefeito se preocupa com pavimentação de ruas, muitas delas que estão debaixo d’água, o prefeito parece não ver os problemas visiveis sobre as águas como pessoas perdendo suas casas, assim como os poucos objetos que ainda tinham e ainda passando fome.

Confira o segundo contrato para realização do mesmo serviço