Copom estima queda de 15% no preço da energia residencial em 2013

O Banco Central informou nesta quinta-feira (14), por meio da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), colegiado responsável pela fixação da taxa básica de juros, que espera uma redução de 15% no preço da energia elétrica residencial neste ano. Até o momento, a estimativa de queda do preço da energia em 2013 era menor, de 11%.

O valor permanece abaixo do que foi anunciado pelo governo federal. a presidente da República, Dilma Rousseff, anunciou em em janeiro que o corte no preço da energia elétrica para residências será de 18% e para a indústria, de até 32%.

De acordo com a autoridade monetária, sua estimativa leva em conta os impactos diretos das reduções de encargos setoriais recentemente anunciadas pelo governo, bem como os “reajustes e revisões tarifárias” [aumentos anuais da energia] ordinários programados para 2013″.

O Copom também informou que foi mantida em 5% sua expectativa de aumento da gasolina neste ano. No fim de janeiro, a Petrobras informou que os preços da gasolina e do diesel foram reajustados em 6,6% nas refinarias.

O Banco Central também informou nesta quinta-feira que os preços da telefonia fixa e do gás de bujão deverão ficar estáveis neste ano, ou seja, sem aumentos previstos.